Escritores debatem sobre a zoopoética e a perspectiva animal na literatura

Texto e edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio

A literatura é rica em exemplos de zoopoética, designação atribuída à escrita a partir da perspectiva dos animais. Entre os brasileiros, Hilda Hilst, Carlos Drummond de Andrade, João Guimarães Rosa e Clarice Lispector são alguns dos autores e autoras que já praticaram o gênero em suas literaturas, de alguma forma. Uma das principais pesquisadoras do tema é a poeta e ensaísta mineira Maria Esther Maciel, autora de, entre outros títulos, Pensar/escrever o animal (2010) e Literatura e animalidade (2016).

A escrita criativa sob o enfoque animal será o assunto que vai nortear o bate-papo Do que escrevemos quando escrevemos sobre animais?, que acontece no dia 15 de novembro, às 18h30min, na Biblioteca Moacyr Scliar, térreo do Memorial do RS. Participam Ana Mello, Bianca Pazzini, Luiz Maurício Azevedo e Sinara Foss, sob mediação do escritor Filipe Smidt Nunes. A atividade integra a programação da 65ª Feira do Livro de Porto Alegre e tem entrada gratuita.

Sobre os participantes

Ana Mello nasceu em São Leopoldo. É licenciada em Ciências e Matemática pela Unisinos e atua profissionalmente como Técnica Química. Ministra oficinas de crônicas e poesias on- line e presencial, coordena um grupo de criação literária na Metamorfose Cursos. Iniciou suas publicações em 2002 quando foi uma das classificadas no concurso da Carris, Relatos da História e outras Memórias. Participou de antologias da Editora Litteris e CBJE. Publicou seu primeiro livro em papel em 2009, MINICONTANDO, pela editora Casa Verde. Seus e-books, Verbetrix, Aleivosias e Céu & Inferno podem ser acessados gratuitamente, bem como o primeiro livro online da coleção Tira Bacana.

Bianca Pazzini é advogada, Mestra em Direito e Justiça Social pela FURG. Professora da Graduação em Direito e de especializações junto à FMP (Fundação Escola Superior do Ministério Público). Parecerista da Revista Brasileira de Direito Animal (UFBA). Diretora de Comunicação do Instituto Abolicionista Animal (IAA). Autora do livro Direitos Animais e Literatura.

Filipe Smidt Nunes nasceu em 1990, na cidade de Porto Alegre. Graduou-se em Direito pela PUCRS. Formou-se no Curso Livre de Formação de Escritores da Metamorfose e frequentou também o Grupo de Criação Literária, mediado pela escritora Ana Mello. Em 2018, publicou na coletânea Minicontos de Amor e Morte pela Metamorfose, e teve sua estreia em livro individual com Histórias não contadas nos almoços de domingo.

Luiz Maurício Azevedo nasceu em 1980, na cidade de Cascavel (PR). É editor e professor de literatura. É doutor em História Literária pela UNICAMP e pós-doutor em Literatura Brasileira pela UFRGS. Recentemente tornou-se vegetariano e passou a acreditar que Lee Harvey Oswald agiu sozinho. Foi finalista do Prêmio Açorianos de Literatura e do Prêmio Odisseia de Literatura Fantástica com Pequeno Espólio do Mal. Mora em Porto Alegre, com a jornalista e escritora Fernanda Bastos.

Sinara Foss nasceu no interior de Santo Antônio da Patrulha, algumas décadas atrás. Escritora, tradutora, professora de inglês, graduada em Letras pela PUCRS e Mestra em Literatura de Língua Inglesa pela UFRGS. É vegetariana e ativista pelos direitos dos animais. Escreve por necessidade. Não é raro encontrar animais perdidos em suas escrevinhaduras, nem em seu colo enquanto escreve. Sonha, ainda. Já sonhou mais, que pode fazer deste mundo um lugar melhor para todos.

.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s