Observatório de Censura à Arte registra mais de 50 casos em um ano

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Plataforma que mapeia casos recentes de cerceamento a produções artísticas no Brasil, o Observatório de Censura à Arte completa um ano de atividades nesta quinta-feira, 10 de setembro, chegando à marca de 51 obras censuradas desde o cancelamento da mostra Queermuseu. O projeto é uma iniciativa do veículo porto-alegrense de jornalismo cultural Nonada – Jornalismo Travessia, que completa 10 anos também neste mês de setembro. 

Entre as principais conclusões do relatório, que é atualizado mensalmente conforme novos casos são apurados, está a presença de obras e/ou artistas de todas as regiões de país entre as vítimas de censura. Em comum, as obras censuradas têm como temáticas a nudez, questões feministas, antirracistas e relativas à comunidade LGBT, além de críticas ao presidente Jair Bolsonaro. 

O Observatório considera como censura obras que “visam alterar, modificar, silenciar e interditar manifestações de produção simbólica”, segundo os critérios da professora da USP.  Maria Cristina Castilho Costa. A iniciativa segue preceitos jornalísticos de apuração e checagem para a catalogação e continua recebendo denúncias. 

Os dados podem ser conferidos no site censuranaarte.nonada.com.br

Podcast no Sesc Cultura Convida

O Observatório de Censura à Arte é o ponto de partida para o podcast Cartografias da Censura à Arte no Brasil, que estreia neste sábado (12) na plataforma Sesc Cultura Convida. Com roteiro, produção e apresentação dos editores do Observatório, os jornalistas Rafael Gloria e Thaís Seganfredo, o podcast abordará a história da censura no Brasil, em especial o período da ditadura cívico-militar. Outro tema discutido no programa será os diferentes conceitos acadêmicos de censura entre os pesquisadores do Brasil. O podcast poderá ser conferido a partir das 12h do dia 12 de setembro, no site https://www.sesc.com.br/portal/site/convida/

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s