Romance de Luiz Antonio de Assis Brasil é publicado na Alemanha

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio

Quando Aimé Bonpland, naturalista, conhece Alexander von Humboldt em Paris, não imagina o destino que começa a desenhar para si próprio. A viagem de cinco anos que empreendem às Américas será decisiva para o moderno conhecimento do mundo. Mas enquanto Humboldt retorna para a Europa com o objetivo de escrever sua obra máxima e conquistar a glória, o outro busca rumo diferente. Publicado originalmente em 2012 pela L&PM, Figura na sombra é um romance que ficcionaliza a história real de dois importantes homens da ciência do século XIX. Em março de 2021, o romance chegou para o público alemão, com a publicação da tradução Gestalt im Schatten pela Sujet, casa editorial situada em Bremen (link externo).

O grande tema de Figura na sombra é o amor que, entrelaçado às vicissitudes e pautando a longa vida de Aimé Bonpland, comparece em variadas formas: amor à natureza, à razão, às ideias, às leis da ciência, à beleza; amor erótico, platônico, fraterno. Por fim, o amor da aceitação, que se revela na entrega ao fluxo da vida, cujas leis e regularidades nunca estão inteiramente nas mãos de homem algum, nem dos mais sábios. Aimé Bonpland é essa figura na sombra, hoje nome de uma cratera da Lua, de um gênero botânico, de um asteroide, de uma montanha na Nova Zelândia, de um pico na Venezuela, de uma rua em Buenos Aires, de um rio na Patagônia, de um liceu na França e de duas cidades na Argentina

Reprodução

Segundo a editora alemã, este romance “combina uma narrativa cuidadosamente pesquisada e factual com reflexões pensativas, quase filosóficas sobre a vida em uma linguagem poética bem guardada”. A tradução para o alemão é de Kurt Scharf, a edição alemã conta com 346 páginas e o preço de capa é de 24,80 €.

Sobre o autor
Luiz Antonio de Assis Brasil tem mais de 20 romances publicados desde 1976, no Brasil, Portugal, França e Espanha. Quatro de seus livros foram adaptados para o cinema. Desde 1985, mantém a mais antiga oficina de criação literário do Brasil, o que deu origem aos inéditos cursos de Graduação, Mestrado e Doutorado em Escrita Criativa, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Por lá passaram mais de 300 escritores, muitos deles reconhecidos e premiados. Recebeu os seguintes prêmios: Prêmio Machado de Assis, da Biblioteca Nacional, por O Pintor de Retratos; Prêmio Literário Nacional, do Instituto Nacional do Livro, por Cães da Província; Prêmio Portugal Telecom, por A Margem Imóvel do Rio; Prêmio Jabuti, menção honrosa, por A Margem Imóvel do Rio; e Prêmio Erico Verissimo, pelo conjunto da obra. Foi secretário de Cultura do Rio Grande do Sul de 2011 a 2014.

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s