Inscrições abertas para oficina de dramaturgia para mulheres

Atividade ocorre de 14 a 16 de setembro, das 18h às 20h30

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre foto de Amanda Gatti

A Oficina Dramaturgia de mulheres: palavra como existência e resistência é uma atividade formativa gratuita que faz parte do projeto inédito de mapeamento de mulheres dramaturgas no estado do Rio Grande do Sul, elaborado e coordenado pela escritora, dramaturga e pesquisadora Natasha Centenaro. O projeto, executado através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas, realizado com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/20, está em processo de finalização, e, dentre as quatro etapas previstas, a oficina é uma delas. O projeto se encerrará no dia 21 de setembro, com o lançamento do site. Na ocasião, será transmitida uma live para apresentar os resultados da pesquisa e divulgar o mapeamento feito, além de textos de colaboradoras e colaboradores.

A Oficina Dramaturgia de mulheres: palavra como existência e resistência vai acontecer entre os dias 14, 15 e 16 de setembro, das 18h às 20h30, e é voltada exclusivamente para mulheres, cis e trans, residentes no RS. A atividade foi planejada como uma imersão em dramaturgia e literatura, com foco em teoria e prática de escrita dramatúrgica, além de outros gêneros e estilos literários. A ideia é entender um pouco mais sobre a dramaturgia, além de debater conceitos, compartilhar conhecimentos e praticar a escrita dramatúrgica e literária em três noites de puro mergulho artístico, respiro do cotidiano e celebração da escrita de mulheres. Ressalta-se que todas as referências utilizadas no curso, tanto teóricas quanto literárias, são de autoras mulheres.

O percurso formativo inclui transitar desde a dramaturgia mais tradicional e clássica até a dramaturgia contemporânea, com a pluralidade de gêneros, o hibridismo, as teatralidades, o diálogo entre artes e campos diversos do conhecimento. A metodologia também está pensada para a prática da escrita e com várias propostas de exercícios criativos. Serão trabalhados e lidos textos de importantes autoras nacionais como Hilda Hilst, Conceição Evaristo, Consuelo de Castro, Clarice Lispector, Dione Carlos, Grace Passô, Marici Salomão, Janaina Leite, Cidinha da Silva, Reanata Pallottini, Lígia Souza, Julie Dorrico, além das autoras gaúchas Patrícia Silveira, Carina Corá, Fernanda Moreno, Patsy Cecato, Jéssica Barbosa, Priscila Pasko, Fernanda Bastos e várias outras. O aporte teórico-crítico também inclui autoras que vão além da dramaturgia e da literatura, para se refletir sobre gênero e interseccionalidade, bem como um incentivo para se pensar a escrita, como Lélia Gonzalez, bel hooks, Judith Butler, Virginie Despentes, Audre Lorde, Chimamanda Adichie, Grada Kilomba, Simone de Beauvoir, Suely Rolnik e Rita Segato, por exemplo.

As inscrições se encerram no dia 12 de setembro e devem ser feitas por este formulário online (link externo). As vagas são limitadas, sendo 50% destinadas às mulheres autodeclaradas negras, indígenas, travestis e transexuais. Curso recomendado para mulheres acima de 18 anos. O formulário também pode ser solicitado pelo e-mail dramaturgiademulheres@gmail.com.

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s