Escritora portuguesa Alexandra Lucas Coelho autografa na Baleia

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre foto de divulgação

O terceiro livro dedicado ao Brasil da premiada escritora e jornalista portuguesa Alexandra Lucas Coelho parte de uma provocação de Caetano Veloso. Ao elogiar, em ocasião do lançamento da edição brasileira do romance Deus-dará, em 2019, os livros anteriores da autora, o compositor baiano declarou: “falta Bahia”.

Motivada pela sugestão, a autora chega agora com Cinco voltas na Bahia e um beijo para Caetano Veloso (Bazar do Tempo, 2020). A obra será autografa na Livraria Baleia (R. Cel. Fernando Machado, 85 – Centro Histórico, Porto Alegre/RS) no domingo, 8 de março, a partir das 17h. Na ocasião, a autora conversa com a escritora Moema Vilela e a livreira Nanni Rios.

No livro, Alexandra mergulha nas suas experiências em terras baianas numa combinação de ensaio, reportagem e crônica. A partir das viagens realizadas em épocas distintas entre 1997 e 2019, a escritora constrói um vivo retrato da Bahia, primeiro ponto de contato entre Brasil e Portugal, tendo em foco a história, a cultura popular, a religiosidade, os personagens e as heranças da colonização portuguesa, que fazem da Bahia um recanto singular. Tudo costurado com olhar atento e crítico, o que é uma marca da autora, e com música, naturalmente. Afinal, mais que uma inspiração, Caetano Veloso é também personagem desse périplo engajado e amoroso pela Bahia de todos os santos, todas as cores, todos os sons e tempos.

Sobre a autora
Alexandra Lucas Coelho é jornalista e escritora com onze livros publicados, entre romances, não-ficção e infantojuvenis. Trabalhou como jornalista, editora e repórter por cerca de trinta anos, cobrindo conflitos em diversas partes do mundo. Foi correspondente do jornal Público em Jerusalém e no Rio de Janeiro, e recebeu vários prêmios de jornalismo. Em 2012, recebeu o Grande Prêmio da Associação Portuguesa de Escritores (APE) pelo seu romance de estreia E a noite roda. O segundo romance, O meu amante de domingo (2014) foi o Livro do Ano Time Outem Portugal, e foi publicado também na França. No fim de 2016, lançou Deus-dará em Portugal, sendo finalista do Grande Prêmio APE. Em 2018, publicou seu quarto romance, A nossa alegria chegou. Entre os livros de não-ficção destacam-se Oriente Próximo (2007), Vai Brasil (2013), Viva México (2010) e Caderno afegão (2009). Assina colunas de opinião em Portugal e desfilou na Mangueira no Carnaval de 2019.

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s