Colunas

Atena Beauvoir: Ele me acordou lendo García Márquez

“Os abraços e os apertos na fofura de que me toma o coração quando estou próxima deles é uma ponte, mas não gostaria de estar nua na cama com eles, porque minha existência é a nudez única que eles enxergam em mim e talvez, por isso, eu sinta que eles são meus melhores amigos”

Leia mais
Colunas

Atena Beauvoir: Nei, afasta de mim esse cálice!

“O edital precisa ser revisto e qualificado urgentemente, pois a fome impera no meio artístico gaúcho. Concordo com Lisboa nesse ponto. Mas importa cuidarmos que a trajetória cultural de cada sujeito sempre será resultado da trajetória cultural da sua cor”

Leia mais