Capas, espadas, baionetas e a ironia de Samir Machado de Machado

Protagonista gay de Homens Elegantes retorna em história que se passa um ano após o livro que deu origem à série

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre divulgação

Em 1762, Portugal recebeu um ultimato: juntar-se à Espanha e França na Guerra dos Sete Anos ou ser invadida por eles. Sem exército e com os cofres vazios, o reino precisa a todo custo manter a amizade com a sua mais poderosa aliada, a Inglaterra. Para isso, o soldado brasileiro Érico Borges é encarregado de seguir os passos da Confraria da Nobreza, uma sociedade aristocrática que, inconformada com a ascensão social da burguesia promovida pelo Marquês de Pombal, está disposta a tudo para manter os seus privilégios – até mesmo sabotar o país e entregar a estrangeiros.

Aliado a uma influente “salonnière”, um soldado inglês fanfarrão e um estudante expulso de Coimbra, Érico corre contra o tempo entre as intrigas de um palácio de madeira, as batalhas nas montanhas, e os subterrâneos da capital portuguesa, numa aventura em que não faltarão sangue, suor e vinho do Porto.

Segundo livro da série iniciada com Homens Elegantes (2016), Homens Cordiais é o novo romance de Samir Machado de Machado, autor que tem se notabilizado pelas narrativas de capa e espada carregadas de fina ironia e crítica social. “O enredo se passa em Lisboa, em 1762, logo após a cidade ser arrasada pelo Terremoto de 1755. A capital está em plena reconstrução, por obra de Sebastião José, futuro Marquês de Pombal”, situa o autor no Facebook. Homens Cordiais mantém o mesmo protagonista LGBTQ+ do romance de 2016.

“O que James Bond, Umberto Eco e Portugal no século XVIII têm em comum? O que poderia juntar referências a vilões clássicos da animação, trocadilhos inusitados e o musical Hamilton? Em Homens Cordiais, Samir Machado de Machado mais uma vez faz disputas políticas de séculos atrás conversarem com o Brasil e o mundo de hoje em dia”, escreve Luisa Geisler

Sobre o autor
Samir Machado de Machado nasceu em 1981 em Porto Alegre (RS). Organizou a coleção de antologias Ficção de Polpa (2007-2012) e escreveu a novela O professor de botânica (2008). Seu romance, Homens elegantes (2016), teve os direitos para o cinema adquiridos pela RT Features. Autor também de Quatro Soldados (2013) e Tupinilândia (2018).

Homens Cordiais
Samir Machado de Machado
384 p.
R$ 79,90
Editora Rocco
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s