Berenice Sica Lamas: ‘Layla e Pedro’, de Eliane Tonello

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre fotos de acervo pessoal

Uma continuação muito sensível do primeiro livro, esse volume Layla e Pedro. Layla ganha um irmãozinho e o texto desenrola-se com conteúdo muito pertinente, acompanhando a acolhida do bebê com ciúme inicial, as curiosidades sobre o nascimento, depois suas primeiras aquisições, as atividades da mamãe com o nenê, com a participação da personagem protagonista. Lembrando, o primeiro chamava-se Layla e a uva.

O contexto, como não poderia deixar de ser – a pandemia – muito bem captado e aproveitado por Eliane, que escreveu sobre as mudanças advindas com este tempo em que vivemos: o confinamento, as atividades virtuais, os sentimentos de Layla. A autora abordou os cuidados sanitários de forma sensível e cuidadosa, introduzindo as figuras dos avós tanto com a quarentena e a distância social dos netos, quanto ao incentivo à vacina. O livro, portanto, mostra-se hiper atual, ensejando à criança a elaboração das situações vivenciadas na prática, na vida real. Aparece também o animalzinho de estimação.

Os quatro idiomas são estratégicos e harmoniosos, trazendo uma experiência cultural importante para as crianças.

As ilustrações integradas ao texto, fundamentais nesse tipo de livro. As imagens também aparecem com sua linguagem visual, complementando a história, de modo perfeito, são muito bonitas, delicadas e expressivas. E “escrevem” por si: chamam a atenção das crianças, que as “leem”. Parceria entre ilustrador e escritora muito bem evidenciada.

A literatura infantil leva à construção de criatividade, bem como desenvolve a imaginação, a memória, a própria inteligência da criança. O livro Layla e Pedro, de Eliane Tonello, abre janelas para as crianças refletirem, divertirem-se e reforçam comportamentos de algumas situações significativas nas etapas de vida da criança, com ênfase nos tempos pandêmicos. Sente-se, mais do que se percebe, o afeto da escritora ao criar sua obra, uma vez que é inspirada na vida real, na pessoinha do neto Pedro Henrique – isso traz um sabor a mais para a escritura. Eliane incursiona por diversos gêneros literários e na literatura para crianças, revela-se uma autora plena de carinho e competência com os/as pequenos/as grandes leitores/as.

O livro finaliza com estímulo e valorização ao outro, mostrando que o cuidado de si é também o cuidado com o outro. Há incentivo à empatia e ao respeito humano nas linhas de Eliane. Mais um título de literatura infanto-juvenil que enriquece as bibliotecas de nossos pequenos. Arte e educação combinadas na história de Layla e Pedro.

*Berenice Sica Lamas é psicóloga, escritora e oficineira

Layla e Pedro
Eliane Tonello, Émerson Falkenberg ils.
28 p.
R$ 30 (promoção para o Dia das Crianças)
Gráfica e Editora RJR
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Uma resposta para “Berenice Sica Lamas: ‘Layla e Pedro’, de Eliane Tonello

  1. Prezada escritora e oficineira Berenice,

    Poupe-nos com seu esdrúxulo “os/as”, leitores/as, pequenos/as. Não trabalhe para estragar a língua portuguesa. Espere um pouco, a coqueluche vai passar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s