Prefeito por acidente

Matheus Freitas tece crítica social em livro carregado de humor sobre cidadão obtuso que conquista o comando de pequena cidade do interior

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre reproduç
ão

Um dia, enquanto conversava com amigos em uma mesa de bar, Frederico Künig, cansado de ver a sua linda cidade de Babaquara largada às traças pelos políticos do município, disse, em tom de brincadeira, que queria ser prefeito. Entretanto, Frederico nem imaginava que a troça seria levada a sério e acabaria sendo eleito — e muito menos nas coisas que viriam acontecer em seu primeiro ano como alcaide: espionagem, descoberta de acontecimentos estranhos, câmeras escondidas e o pior de tudo: extraterrestres em Babaquara?

Criada pelo jornalista Matheus Freitas, a história de Puta merda: Virei Prefeito e agora? é carregada de humor e crítica social. O livro está disponível pelo Clube dos Autores em versão impressa e e-book (link externo).

Confira um trecho abaixo:

— Isso só vai mudar quando eu for Prefeito!

Os amigos riram, mas em seguida, um deles ficou um pouco mais sério e disse:

— E por que tu não se candidata? Nasceu e viveu a vida toda aqui, todos te conhecem, gostam de ti. Tu é descendente direto da família que fundou Babaquara, se alguém merece ser candidato, é tu.

— Não, não. Eu sou burro, para ser prefeito tem que ser inteligente. Não entendo nada de política — indagou Frederico.

— A cidade sempre foi “comandada por pessoas burras” — insinuou um dos amigos de Frederico fazendo o sinal de aspas com as mãos — e elas sempre fizeram um trabalho excelente, muito melhor do que a administração dos últimos 16 anos.

Após essa frase, Frederico desconversou sobre sua suposta candidatura, bebeu a “saideira” com seus amigos e foi embora. Mas a ideia de se candidatar a prefeito estava matutando em sua cabeça: será que ele tinha condições de vencer? E se isso ocorresse, será que ele conseguiria comandar a cidade?

Sobre o autor
Matheus Freitas nasceu em 1990, é jornalista, escritor e roteirista. Desde cedo manifestou o interesse na leitura e, por esta razão, decidiu escrever. Motivos que o levou a escolher o jornalismo como graduação (e também porque não iria precisar lidar com química, matemática e biologia). Do jornalismo, surgiu o interesse em se aventurar por livros e roteiros.

Puta Merda: Virei Prefeito e agora?
Matheus Freitas
197 p.
R$ 42,27 (R$ 19,80 e-book)
Clube de Autores
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s