Autores gaúchos participam de antologia de escritores negros

Fotos: Divulgação

Segue aberta até o dia 9 de abril a campanha de financiamento coletivo no site Catarse para a produção do livro “Ancestralidades”, da editora Venas Abiertas, de Minas Gerais. Orçado em R$ 7 mil, o projeto é uma extensão do volume “Raízes – Resistência Histórica”, da mesma editora, que reuniu contos, poemas e crônicas de 22 autoras negras. O novo livro vai apresentar os trabalhos de vinte homens escritores brasileiros — entre eles, os gaúchos
José Falero, Bruno Cardoso, Tônio Caetano e Duan Kissonde.

De 1964 até 2014, apenas 10% dos livros publicados por editoras brasileiras foram produzidos por escritores negros, segundo pesquisa da Universidade de Brasília, que apontou ainda que 60% dos personagens retratados na literatura brasileira são homens, e 80% deles, brancos. Ciente disso, o projeto “Ancestralidades” apresenta narrativas de corpos negros masculinos historicamente invisibilizados e hipersexualizados, de autores que movimentam as cenas de saraus e slams, que publicam em suas redes sociais e que levam as suas vozes para ocupar praças, ruas e cidades brasileiras.

Para contribuir com a campanha e viabilizar a edição de “Ancestralidades”, clique aqui.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s