E. M Forster chega pela Editora Bestiário

Reprodução: Dora Carrington, 1920

Na celebração dos 140 anos do nascimento de E.M. Forster, a Editora Bestiário lança o livro O ômnibus celeste e outros contos em tradução de Vinícius Casanova Ritter. O tradutor recebe os leitores no Terezas Café (Rua Gioradano Bruno, 318, Rio Branco – Porto Alegre/RS) dia 8 de junho, das 16h às 20h.

Esta coleção de contos apresenta os primeiros escritos de E. M. Forster. Pode-se dizer que o fio condutor destas seis histórias é a resistência à Inglaterra industrial e a tudo que resultou dela. Em todos os contos, veem-se exemplos de personagens com aquilo que Forster chamava de “o homem inglês com o coração subdesenvolvido”, tanto como heróis e anti-heróis. A parte que falta nesses corações é a conexão com a literatura, com a subjetividade. Os caminhos traçados pelo Sr. Lucas em A estrada vindo de Colono, por Harry em O amigo do vigário, pelo garoto e pelo Sr. Esbeno em O ômnibus celeste, pelo homem que andava na estrada em O outro lado da cerca, pela Srta. Beaumont e por Harcourt em Outro reino e por Eustácio em A história de um pânico servem de inspiração para as próprias decisões do leitor perante a literatura. Cada um desses caminhos tem suas consequências, resta encontrar onde todos eles se cruzam.

Sobre o autor
Edward Morgan Forster (1879-1970) foi um escritor inglês conhecido pelos seis romances que escreveu, quatro deles já publicados em português — Maurice, Um quarto com vista, Howards End e Uma passagem para a Índia. Também foi professor na Universidade de Cambridge, onde escreveu o clássico Aspectos do Romance, também disponível em português, e as coleções de ensaios Abinger Harvest e Two Cheers for Democracy, ainda não traduzidas no Brasil, que tratam da literatura e cultura europeias. Forster foi reconhecido como um grande escritor desde o primeiro texto publicado, A história de um pânico, em 1902, e deixou sua marca como um dos romancistas e ensaístas mais influentes na Inglaterra do século XX. Contudo, ele nunca se adequou aos estilos mais modernos de escrita. Em uma época em que novas técnicas experimentais de narrar eram utilizadas por James Joyce ou T. S. Eliot, os textos de Forster eram comparados em estilo aos de Jane Austen.

O ômnibus celeste e outros contos
E.M. Forster
116 pp.
14 cm X 21 cm
978-85-94187-53-6
R$ 35
Editora Bestiário

Da assessoria

Anúncios
Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s