Livraria Baleia promove curso sobre prosa ficcional com João Silvério Trevisan

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre arte de  John Baldessari

“Com a mão na massa: prosa ficcional em processo” é nome da oficina que João Silvério Trevisan coordena em Porto Alegre no mês de março. A atividade ocorre nos dias 17 e 18, das 18h30 às 21h30, na Livraria Baleia (Rua Fernando Machado, 85 – Centro Histórico – Porto Alegre/RS. As inscrições estão abertas neste link por R$390 em até 12x ou com 10% de desconto pelo e-mail livrariabaleia@gmail.com.

A oficina visa a produção de romances ou livros de contos numa perspectiva prática. Poderão ser discutidos projetos ainda em elaboração ou obras já sendo escritos. No caso destas últimas, serão analisados coletivamente pequenos trechos  apresentados por participantes, para esclarecer questões e dúvidas. Os textos passarão por análises da elaboração temática, abordagem estilística, estrutura narrativa, construção rítmica e elaboração de personagens. No curso dos debates de textos, serão oferecidos  subsídios para compreensão e prática de recursos literários, com exemplos retirados de obras de autores/as referenciais, sempre que necessário. Os trabalhos e debates em grupo serão orientados passo a passo por Trevisan, a partir de sua larga experiência como escritor. Para participar, pede-se a apresentação de pequeno projeto e seu estado atual (romances ou contos, em elaboração ou não).

Participantes do curso têm 10% de desconto na compra dos livros de autoras/es relacionados ao curso na Livraria Baleia.

Sobre o autor
João Silvério Trevisan nasceu em Ribeirão Bonito (SP), em 1944. Além de escritor, com 14 livros publicados, é tradutor, cineasta, dramaturgo e coordenador de oficinas literárias. Recebeu inúmeros prêmios em teatro, cinema e literatura, dentre os quais o Jabuti (três vezes) e o da APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte (duas vezes). Tem obras traduzidas para o inglês, o alemão e o espanhol. Escreve para jornais e revistas de todo o país e do exterior. Foi um dos fundadores, nos anos 70, do lendário jornal Lampião da Esquina, focado em conteúdo LGBTQ em plena ditadura militar brasileira. Alguns de seus livros: Testamento de Jônatas deixado a David (1976); As incríveis aventuras de el cóndor (1980); Em nome do desejo (1983); Vagas notícias de Melinha Marchiotti (1984); Devassos no paraíso (1986); O livro do avesso (1992); Ana em Veneza (1994), agraciado com o Prêmio Jabuti em 1996; Troços & destroços (1997); Seis balas num buraco só: a crise do masculino (1998); Pedaço de mim (2002); Rei do cheiro (2009). Seu romance Pai, pai (2017) foi finalista do prêmio Oceanos e acaba de sair A idade de ouro do Brasil (2019).

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s