Maiara Alvarez: “Pétala singela e asas abertas”

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Enquanto escrevo, ela tá na escola. Enquanto penso em dizer que eu não sei, que duvido de mim mesma sobre o que escrever, eu ainda não tinha lido o prefácio, e no prefácio justo ela fala sobre o não saber. Não saber como, quando, onde, mas saber que acontece e existe.

Enquanto me acomodo na cadeira, não sei direito onde ela se acomoda, onde acomoda as pessoas, onde a luta por defender algo que já existe, que está lá, embora o Estado finja em não olhar, se acomoda. Há mais de 10 dias ela ocupa uma escola a ser fechada, a escola dela, pois nela um dia seu ser existente ocupou espaço, pensou e aprendeu. Há três anos ela escreveu este livro, Libertê, que hoje leio; desde nossa existência, filosofamos.

Quando falo Estado, não falo do estado geográfico, como o que está grafado no nome Escola Estadual de Ensino Fundamental Rio Grande do Sul. Falo do Estado com maiúscula, que deveria ser formado na base de muitas pessoas, da opinião dessas pessoas e, mais profundamente, na Existência dessas pessoas.

Enquanto estou no aguardo de entender o ser, ela está no aguardo do que será. Será que descobrimos, juntas, em meio à pandemia (eu no agora, ela no passado), que há existência — ainda que latente, ainda que ansiosa a explodir — no estado do aguardo?

Ela defende um espaço onde o próprio existir é colocado à prova todos os dias. E eu admiro as mãos, o corpo, a cabeça que gera essa poesia, filósofa.

E nas respostas vagas,
Para a pergunta docente,
Era sempre eu a levantar a mão
Responder “Ausente”.

Há anos ela gera o existir, filosofa sobre o existir, e existe desde que nasceu. E, se somos átomos a compartilhar o mesmo espaço, se transformando e transformando-nos em corpo, fazemos trocas por energia, que vive e morre e se renova, e, por isso mesmo, existe.

Sorriu rindo e rindo sorria.
A morte só alcançava quem existia.

Me perco um pouco no agora, mas o agora também é ter suas páginas sobre o meu colo de mãe sem filhas. Que meu amor eu distribuo sem precisar reproduzir, pois ele, agora eu sei, fala sobre a minha existência.

E eu, que sou ela
Descubro sem derramar sangue.
Há em mim uma lança eterna.

Além da palavra, do discurso poético e do trabalho filosófico, ela me deixa a dúvida. A dúvida que move e que respira. Uma deusa grega, tanto da sabedoria quanto da guerra, de carne e osso e agora.

Quem és, na interrogação, o ser que respira em ti agora?

Atena Beauvoir Roveda é natural de Porto Alegre. É escritora e poetisa, professora e filósofa. Em 2016, recebeu Menção Honrosa pela atuação em defesa e promoção da dignidade humana de LGBTs na cidade de Canoas/RS. Libertê (2017) é um livro de poemas que faz parte da Coleção Philosofia e Poesia, da Nemesis Editora. Atena é colaboradora da Rede Trans Brasil e Red Latinoamericana y del Caribe de Personas Trans; idealizadora da Nemesis Editora para publicação de literatura invisível e transantropológica na área de filosofia existencialista; e colunista do Literatura RS.

Libertê: poesia, filosofia e transantropolgia
Atena Beauvoir
Poesia
56 p.
14 x 21 cm
R$ 30
Nemesis Editora

Maiara Alvarez é bacharel em Jornalismo e especialista em Leitura e Produção Textual. Conta histórias desde que aprendeu a repeti-las de forma oral. Foi criança que inventou palavras. Jovem, notou que poderia criar algo maior. Trabalhou no terceiro setor, participando de eventos literários e escrevendo projetos, um deles premiado nacionalmente. Escreve, edita e fotografa. Atua com revisão desde 2011, com jornais, relatórios, produções acadêmicas e ficção, e hoje ministra uma oficina na área.
Foto: Acervo pessoal

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s