Gauche e sucesso de público

Lançado em dezembro de 2020 e esgotado em menos de um mês, livro de Lelei Teixeira chega à segunda edição

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre divulgação

O livro E fomos ser gauche na vida, da jornalista gaúcha Lelei Teixeira, terá a primeira sessão de autógrafos na 67ª Feira do Livro de Porto Alegre, na quinta-feira, 4 de novembro, às 17h30min, na Praça da Alfândega. O convite, feito pelo presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro, Isatir Bottin Filho, deixou a autora emocionada. “Escrevi um livro sobre a minha condição com o desejo de provocar uma reflexão sobre nanismo, preconceito, diferença, inclusão e empatia, e saber que estarei na Praça de Autógrafos da Feira é muito estimulante”, diz Lelei. “Reafirmar mais uma vez a importância da nossa luta contra a discriminação em busca de relações mais humanas em um espaço tradicional e tão querido por todos nós me enche de orgulho”, completa a autora.

Projeto antigo de Lelei e da irmã Marlene Teixeira, que morreu em abril de 2015, o livro nasceu da falta e do desejo de falar sobre nanismo e discriminação. A primeira edição, que chegou ao mercado em dezembro de 2020, esgotou em menos de um mês. “Jamais imaginei que a minha escrita fosse tocar tanto as pessoas e abrir tantas portas”, conta a autora. Por conta da repercussão, E fomos ser gauche na vida já está na segunda edição.

Dividido em duas partes, na segunda o livro traz alguns textos publicados no blog Isso não é comum, hoje hospedado no site da Gira Produção e Conteúdo, e textos de alunos e contemporâneos da Marlene na Unisinos/Universidade do Vale do Rio dos Sinos, onde deu aulas no curso de Letras, Mestrado e Doutorado. “Muito do que escrevi no livro sobre a nossa vida, pensamos e articulamos juntas”, diz Lelei. “Tínhamos o hábito de interferir uma no texto da outra. Até nos artigos acadêmicos da professora eu dava palpites. Marlene me dizia: Coloca o teu olho de jornalista no que estou escrevendo”.

E fomos ser gauche na vida tem ilustrações de Amaro Abreu, foto de capa de Mariane Rotter e edição da Pubblicato. O livro está disponível nas livrarias Bamboletras, Baleia e Isasul em Porto Alegre; Livraria Miragem e loja Essência da Serra, em São Francisco de Paula e Livraria Laguna, em São Lourenço do Sul. Durante a Feira do Livro de Porto Alegre, estrá na banca da Livraria Isasul e no estande da Associação Riograndense de Imprensa/ARI.

E fomos ser gauche na vida
Lelei Teixeira
168 p.
R$ 45
Editora Pubblicato
Comprar aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s