Academia Rio-Grandense de Letras revela finalistas de prêmio literário

Vencedores serão conhecidos em 16 de dezembro

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre divulgação

A autora homenageada com o Troféu Escritor do Ano da Academia Rio-Grandense de Letras é Lya Luft. O nome foi anunciado na noite de 1º de dezembro, no Salão Mourisco da Biblioteca Pública do Estado, na Sessão Solene em Homenagem aos 120 Anos da instituição. Na ocasião, foram revelados os finalistas do Prêmio, e foi lançada uma publicação alusiva à história da ARL. Os vencedores de cada categoria serão conhecidos dia 16 de dezembro.

Nas edições passadas os autores homenageados foram Luis Fernando Verissimo, Armindo Trevisan, Maria Carpi e Tabajara Ruas. Os jurados acadêmicos de 2021 foram Rafael Bán Jacobsen, Waldomiro Manfroi, Jane Tutikian, Luiz Osvaldo Leite, Caio Riter e Marô Barbieri; e, convidados, Vera Teixeira Aguiar, Eliana Inge Pritsch, Fernando Machado Brum e Cristine Lima Zancani.

A Academia recebeu mais de cem inscrições para a quinta edição do concurso literário anual. Ao todo foram 154 obras inscritas para a escolha dos finalistas. Foram 29 inscritos para o prêmio de melhor livro de narrativa ficcional curta (conto ou miniconto) e 45 para narrativa longa. Para concorrer a melhor livro de literatura para a infância foram 28 interessados e, para poesia, 38. A categoria melhor tese ou dissertação sobre literatura gaúcha recebeu 4 inscrições. E 10 inscritos para concorrer a de melhor livro de crônicas.

Os troféus são de autoria do artista visual Lucas Strey.

Confira os finalistas abaixo:

Troféu Alcides Maya (Categoria de Narrativa Longa)

1. Dias de se fazer silêncio, de Camila Maccari

2. Os supridores, de José Falero

3. Só os diamantes são eternos, de Tailor Diniz

Troféu Simões Lopes Neto (Categoria de Narrativa Curta)

1. Erros, errantes e afins, de Emir Rossoni

2. Não, não é bem isso, de Reginaldo Pujol Filho

3. Sobre o fundo azul da infância, de Tônio Caetano

Troféu Carlos Urbim (Categoria de Literatura para a Infância)

1. A menina que morava no sino, de Celso Gutfreind

2. Os três medos, de Christian David

3. Zeca Bum – chaminé não é vulcão, de Rodrigo dMart

Troféu Alceu Wamosy (Categoria de Poesia)

1. Fábula do afeto, de João Pedro Wapler

2. Ininterruptos, choremos ruas dentro dos ossos, de Delalves Costa

3. O gesto sensível do mundo, de Denise Freitas

Troféu Dyonélio Machado (Categoria de Dissertação ou Tese Acadêmica)

1. Gaú-chê-rama-ura: mito e imaginário no épico de Zulmiro Lino Lermen (Letícia Lima – UCS)

2. Memória imaginativa nas lembranças de Erico Verissimo: uma leitura de “Solo de clarineta” (Raimundo Paulino da Silva – UFRN)

3. Nos domínios de “Terceira vigília”: criação literária e edição crítico-genética de romance inédito de Dyonélio Machado (Camilo Mattar Raabe – PUCRS)

Troféu Apolinário Porto Alegre (Categoria de Crônica)

1. Acta diurna, de Gilberto Schwartsmann

2. O mapa da República, de Susana Vernieri

3. Tudo pode acontecer no ônibus Serraria e na zona sul, de Marino Boeira

A ARL, fundada em 1901, é composta de 40 membros, eleitos por critérios de mérito literário e relevância na cena literária gaúcha. Sua sede preserva uma pinacoteca com obras doadas e uma biblioteca com livros de escritores do Estado, além de documentos de memória da instituição.

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s