Irmãos integram coletânea de contos de editora carioca

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio

Dois autores gaúchos, os irmãos Daniel Rodrigues e Clayton Reis, foram selecionados para integrar a coletânea de contos de terror Meia-Noite: Contos da Escuridão, publicada pelo selo Fantastic da editora carioca Autografia. Organizada pelo editor Frodo Oliveira, a obra contou com processo seletivo no qual concorreram autores de todo o Brasil. Dentre os contos selecionados, estão Clichês, de Reis, e O Monstro do Armário, de Rodrigues. O livro será lançado em sessão de autógrafos no dia 4 de setembro, às 13h30min, durante a Bienal do Livro do Rio de Janeiro, no estande da editora (Pavilhão Verde, R32). Na ocasião, ambos os autores estarão presentes.

Esta é a segunda vez que uma seletiva de contos escolhe para uma mesma obra textos dos irmãos gaúchos – que também assinam conjuntamente o blog cultural Clyblog há 11 anos. Em 2016, na coletânea Conte uma Canção – vol. 2, da editora Multifoco, histórias da dupla já estiveram juntas em uma mesma publicação: Música do Diabo (Reis) e Heart Fog (Rodrigues).

Além das histórias macabras, Clayton Reis foi selecionado também para outras duas antologias para as quais a Fantastic abriu seleções: Reino Fantástico, no gênero fantástico, com o conto O Livro da Fascinação, e na coletânea Psicopatas, de temática policial, com Churrasco. Estas terão lançamento também na Bienal do Rio, nos dias 2 e 4 de setembro, respectivamente.

“Particularmente, fico bastante feliz por mais estas escolhas, pois reconhecem nossa produção literária, haja vista as recorrentes inclusões em publicações desta natureza. Isso nos dá a oportunidade de tirar nossos trabalhos do ambiente virtual e sermos publicados em papel, formato que gostamos de ler e, agora, de sermos lidos”, destaca Clayton Reis.

“Além de partilharmos gostos e entendimentos através do blog, meu irmão e eu temos muita sintonia em ideias, o que se reflete em nossa produção literária. Por isso, é interessante ocasiões como esta da nova coletânea da Autografia em que, mais uma vez, somos escolhidos para uma mesma obra com textos distintos, mas que dialogam entre si de alguma maneira”, comenta Rodrigues.

Sobre os autores
Clayton Reis já participou das coletâneas Colorados – Nada Vai nos separar (Multifoco, 2012), Os matadores mais cruéis que conheci. Vol. II (Multifico, 2013), Big Buka – Para Charles Bukowski (Os Dez Melhores, 2015) e Post Mortem (Multifoco, 2016). Já Rodrigues integrou, em 2014, a coletânea Lar (Multifoco), além de ser autor de Anarquia na Passarela: a influência do movimento punk nas coleções de moda, pela Dublinense, obra vencedora do Prêmio Açorianos de Literatura 2013 na categoria Ensaio de Literatura e Humanidades.

Da assessoria

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s