Contistas refletem sobre as diferentes faces de Porto Alegre

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio

Ao falar de Porto Alegre, estamos falando exatamente de qual Porto Alegre? Essa foi uma das indagações que serviu como norte para os contos do livro O rio atrás do muro, da Editora Bestiário.

São oito autores responsáveis pelos textos que perpassam Porto Alegre: Ayalla de Aguiar, Daniela Altmayer, Dris Sampaio, Edgar Aristimunho, Fernanda Rosa, Leonardo Oliveira, Luiza Silva e Marina Wodtke; organizado por Fernanda Rosa. A ilustração da capa é de Julia Sampaio e o projeto gráfico de Roberto Schmitt-Prym. Cada autor contribuiu com três contos para a coletânea.

Se Porto Alegre é o cenário em que se passam as histórias, o muro que divide e afasta a cidade do rio paira sob os textos, como uma inspiração que fomentou o imaginário dos vinte e seis contos que formam essa coletânea. Segundo o professor e escritor Pedro Gonzaga, responsável pela Oficina de Escrita Criativa que originou a obra, “o resultado final alcançou a virtude de construir um retrato caleidoscópico da experiência de estarmos à beira de um Guaíba hierático, soberbo e indiferente, com seu pôr do sol tantas vezes celebrado, e tantas vezes distante de nós por um muro que nós mesmos erguemos”.

A violência nas narrativas é um dos pontos de convergência da obra, sempre associada a uma deterioração, provocada, entre outros motivos, pelo ambiente político, crescimento urbano desordenado ou por impasses subjetivos. De acordo com o escritor Luiz Ruffato, responsável pela orelha do livro, “realistas, quase todos, os contos revelam e denunciam o autoritarismo, a corrupção, a misoginia, os preconceitos racial e social, a homofobia, enfim, todos esses aspectos que afeta e complexifica a sociedade brasileira”.  Para a escritora Alexandra Lopes da Cunha, que assina a contracapa, “todo escritor é um inconformado. Nesta reunião de contos, escritores grafam no papel a sua inconformidade”.

Sobre os autores
Ayalla de Aguiar – Vive em Porto Alegre desde 1962, apesar de ter nascido na cidade de Lavras. Autor do livro de contos Água de Poço em Noite fria de Lua Cheia (2014).
Daniela Altmayer – Vive em Porto Alegre desde 1994, mas nasceu em Montevidéu e viveu seus vinte e poucos anos em Rio Grande. É autora do livro de crônicas O amor errado mais certo do mundo (2017).
Dris Sampaio – Nasceu em Porto Alegre em 1970. Em 2017, fez parte da coletânea de contos Escândalos Reinventados
Edgar Aristimunho – Nasceu em Canoas, mas vive em Porto Alegre desde 1983. É autor dos livros O homem perplexo (2007) e participou da coletânea Caio em mim (2018).
Fernanda Rosa – Nasceu em Porto Alegre em 1976. Participou de duas coletâneas: Escândalos Reinventados (contos, 2017) e Santa Sede 8 (crônicas, 2017).
Leonardo Pereira de Oliveira – Nasceu em Porto Alegre, mas numa família pelotense. Cresceu olhando para a capital com um certo estranhamento.
Luiza Silva – Vive em Porto Alegre há 22 anos, junto a companheiros de vida e de escrita.
Marina Wodtke – Nasceu em uma casa não muito distante do Guaíba. Viveu por 30 anos fora da cidade e regressou, encontrando acolhimento nos amigos da literatura.

O rio atrás do muro
Vários autores
Contos
130 p.
14 cm X 21 cm
978-85-94187-68-0
R$ 35
Editora Bestiário/Class

Da assessoria

Literatura RS

Uma resposta para “Contistas refletem sobre as diferentes faces de Porto Alegre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s