A nova expansão criativa de um artista múltiplo

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre foto de acervo pessoal/Facebook

Rosto conhecido em feiras de livros, saraus e eventos culturais pelo Rio Grande do Sul, Jonatan Ortiz Borges é ator, contador de histórias, mediador de leitura e escritor, autor de A Menina que Morria a Cada Maçã. A coletânea de contos reúne narrativas que caminham sobre a fronteira do fantástico e do realismo, equilibrando-se no universo lúdico e poético que o autor dedica a suas performances artísticas.

Lançada em novembro, na cidade de Canoas, a obra é o segundo livro do artista que costuma encantar o público, especialmente o infantil, com suas demonstrações de destreza com bolhas de sabão gigantes. Segundo o autor, a obra demandou cerca de três anos de produção. Os contos de A Menina que Morria a Cada Maçã exploram as tensões entre o real e o imaginário, conduzindo os leitores por uma estrada onírica, característica das performances públicas realizadas pelo artista. A obra conta com prefácio de Henrique Veber.

A Menina que Morria a Cada Maçã
Jonatan Ortiz Borges
70 p.
R$ 20

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s