Uma maneira diferente de contar a História

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Abrindo alas para as comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil, que acontece em 2022, o escritor que está à frente do programa “Não vai cair no Enem“, Eduardo Bueno, lança, pela Editora Piu, o Dicionário da Independência – 200 anos em 200 verbetes. Um livro ilustrado e colorido que nasce como uma obra infantojuvenil, mas que, com certeza, vai agradar todas as idades. Sua linguagem descontraída vem acompanhada de informações preciosas a respeito do que aconteceu antes, durante e depois do Grito do Ipiranga. Entre personagens famosos e outros nem tanto, os verbetes começam em Abdicação e terminam em Zodíaco, revelando que Eduardo ‒ fiel ao estilo que o consagrou com um milhão de leitores ‒ vai do mais óbvio ao mais inusitado. Como o próprio autor escreve em sua introdução “É um livro bem direto – e um tanto diferente também, porque em geral a história não é contada desse jeito. Mas faz sentido contá-la assim, pois, no fim das contas, o turbulento processo que resultou na separação do Brasil de Portugal pode ter se dado por meio de ações, mas se concretizou por meio de palavras. No caso, duas palavras bem poderosas e que ainda ressoam com toda a força: ‘Independência ou morte!’”.

Imagens: reprodução

As ilustrações do Dicionário da Independência são de Paula Taitelbaum, escritora, ilustradora e companheira de Eduardo Bueno. A partir de imagens antigas, muitas delas de Debret, Paula realizou colagens e interações nas cores verde, azul e laranja. A designer Tereza Bettinardi foi a responsável pelo projeto gráfico.

Ao comprar o livro na pré-venda até 14 de setembro, você recebe também um marcador de páginas, um cartão postal e uma cartela ilustrada com os personagens. Além disso, 50 pessoas serão sorteadas para participar de um bate-papo virtual com o escritor Eduardo Bueno.

Sobre o autor
Eduardo Bueno é escritor, jornalista, editor e tradutor. É o primeiro escritor, nos últimos 12 anos, a possuir três títulos na lista dos best-sellers dos principais jornais e revistas do país. Autor da coleção Terra Brasilis – sobre a história colonial do Brasil – , Eduardo Bueno se tornou o maior fenômeno editorial do país nos últimos anos. Juntos, os três títulos da coleção – Viagem do descobrimento, Náufragos, traficantes e degredados e Capitães do Brasil – venderam mais de 400 mil exemplares. Eduardo Bueno já teve antes outros sucessos editoriais: ele é o autor de Blá, Blá, Blá – A biografia autorizada dos Mamonas Assassinas (L&PM Editores), que vendeu mais de 100 mil exemplares.

Dicionário da Independência – 200 anos em 200 verbetes
Eduardo Bueno, Paula Taitelbaum ils.
144 p.
20,5 x 27,5
R$ 53
Piu

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s