Kelvin Silva apresenta os livros e autores proibidos pela igreja

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio

Perigosos, heréticos, diabólicos, disseminadores de maus exemplos e repletos de erros: assim eram vistos milhares de livros proibidos pelo Index Librorum Prohibitorum, a lista da igreja de obras infames. Muitos autores que não receberam a chancela da Inquisição foram censurados e tiveram duras penas, como Galileu, que foi obrigado a viver recluso durante o resto de sua vida. Nesta atividade ministrada por Kelvin Silva (Historiador e coordenador do podcast “HistoriCast”), veremos de perto dois grandes infames: Erasmo de Roterdã e seu Elogio da Loucura, além dos Ensaios de Michel de Montaigne, obras consagradas do humanismo renascentista. Com eles, compreenderemos que contexto produziu essa sistemática censura, sua razão de ser naquelas sociedades e quais conteúdos eram tidos como reprováveis e perigosos.

O encontro livros e autores proibidos pela igreja no início da modernidade ocorre no dia 4 de fevereiro, das 19h às 20h30, pela Casamundi Cultura. As inscrições custam R$ 60 e devem ser feitas neste site (link externo).

Sobre o professor
Kelvin Silva é historiador pela PUCRS e atualmente faz mestrado em História na mesma instituição. Coordena o grupo de estudos em História Medieval da PUCRS e o podcast de divulgação científica de História “HistoriCast”. É pesquisador na área de História Cultural do Brasil Colonial e da Idade Média.

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s