Sarau das Minas: março feminiSta

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre divulgação

O mês de março está terminando, mas a luta feminista não esmorece porque não se restringe a calendários e efemérides. É com esse sentimento de que ainda há muito a se falar, muita leitura a ser feita e muito grito para gritar que o Sarau das Minas convoca para um novo encontro que vai reunir convidadas especiais do Rio Grande do Sul e de outros estados brasileiros.

No sábado, 27 de março, das 19h às 22h, mulheres poetas, artistas, ativistas, escritoras e ouvintes se encontram mais uma vez para celebrar a escrita e as existências feministas. O sarau ocorre pelo Zoom (ID da reunião: 831 3178 0319; senha de acesso: 930203), será gravado e, mais uma vez, transmitido pelo Facebok do evento (link externo). Segundo a organização, a intenção é “revolucionar, acabar com o patriarcado, e é questionando e com presença que vamos modificar as nossas realidades”.

Confira abaixo quem são as convidadas desta edição:

Rizolete Fernandes é do RN e reside em Natal. Formada em Ciências Sociais pela UFRN, milita nos movimentos sociais, feminista e poeta. Publicou seis livros, entre eles Luas Nuas (Una, 2006), Vento da Tarde e Tecelãs (Sarau das Letras/Trilce Ediciones, 2013 e 2017), de poesia, esses últimos traduzidos para o espanhol. Participa de dezenas de coletâneas. Integra a UBE-RN, o ICOP – Instituto Cultural do Oeste Potiguar e o Coletivo Mulherio das Letras, através dos grupos locais Nísia Floresta e o Zila Mamede.

Lindevania Martins nasceu em Pinheiros/MA e mora em São Luis. Graduada em Direito. Mestra em Cultura e Sociedade. Ex-delegada de polícia. Defensora pública das Mulheres e População LGBT. Poeta e contista, autora dos livros de contos: Anônimos, Zona de Desconforto e Longe de Mim. E do livro de poemas Fora dos Trilhos. Integra o coletivo Mulherio das Letras.

Lilian Rocha é natural de Porto Alegre/RS. É Analista Clínica,  Musicista e Escritora. Autora dos livros: A Vida Pulsa: Poesias e ReflexõesNegra Soul e Menina de Tranças. Coautora do livro Leli da Silva – Memórias: Importância da história oral. Membra da Coordenação do Sarau Sopapo Poético – Ponto Negro da Poesia, Conselheira da Associação Negra de Cultura (ANdC) e Acadêmica da Academia de Letras do Brasil-RS. Integra o coletivo Mulherio das Letras.

mariam pessah: ARTivista feminista, fotógrafa desativada, escritora e poeta argentina, radicada em Porto Alegre há 20 anos. Organiza há mais de três anos o Sarau das Minas e ministra a Oficina (permanente) de escrita e criatividade feminiSta. Seu livro mais recente é Grito de mar (Taverna, 2019). Também trabalha com traduções. Faz parte do coletivo Mulherio das Letras.

O Sarau tem uma duração de três horas, a primeira metade, mariam pessah estará conversando com as convidadas e as 4 farão leituras. Na segunda parte ― da mesma forma que era feito no modo  presencial ― será aberto a todas as participantes para suas leituras de poemas, contos e crônicas.

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s