Um romance de alienação e paranoia

Matheus Borges estreia em livro individual com Mil Placebos; obra está em pré-venda

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre divulgação

Um thriller paranoico. Um mistério repleto de pistas falsas. Um suspense ciber-messiânico. Uma investigação psíquica do capitalismo tardio. É assim que Matheus Borges define seu primeiro romance, Mil Placebos. Publicada pela editora Uboro Lopes, a obra se encontra em pré-venda em valor promocional neste site (link externo).

“É uma história paranoica, introspectiva, violenta, porém com algum senso de humor”, explica o autor na rede social. Mil Placebos nasce, em parte, do fascínio, do medo e da “exposição a determinadas concepções de mundo via web em meados da década de 2000”, diz.

“Em seu primeiro romance publicado, Matheus Borges demonstra seus poderes singulares de construção psicológica, evocação de detalhes e observação atenta da nossa realidade fraturada e saturada de informação. Humor pontual com tempero absurdo, comentário social e suspense noir-cibernético se somam a uma aura de paranoia pynchoniana, sem nunca perder de vista a emoção genuína que sustenta os personagens e faz o leitor antecipar cada pista e desenlace”, escreve Daniel Galera na apresentação.

Sobre o autor
Matheus Borges nasceu em Porto Alegre, 1992. É formado no curso de realização audiovisual da Unisinos e egresso da oficina literária de Luiz Antonio de Assis Brasil. Suas histórias já foram publicadas em revistas literárias no Brasil e no exterior, bem como em coletâneas e antologias. No cinema, atuou como roteirista em A Colmeia, longa metragem vencedor de cinco prêmios na edição 2021 do Festival de Cinema de Gramado. Atualmente, é mestrando no programa de pós-graduação em letras da UFRGS. Mil Placebos é seu primeiro romance. Nas redes sociais: @matheusmedeborg

Mil Placebos
Matheus Borges
192 p.
Uboro Lopes
R$ 42,50
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s