Liliane Pereira: Poesia dourada

“A vida da população negra é uma travessia

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio

A reunião de poesias e textos escritos por essas seis mulheres negras no livro Travessias de Amanaã é um grito de liberdade.

São poucas escritoras de nossas etnias que são livres para viver tamanha liberdade literária, que dirá para escrever seus anseios, vivências e angústias. As palavras delas ofertam alegrias e também dores. Porque é isso que as histórias de mulheres como Ana Dos Santos, Carmen Lima, Delma Gonçalves, Fátima Farias, Lilian Rocha e Taiasmin Ohnmacht trazem.

Poetisas, escritoras, professoras, psicólogas, educadoras, cozinheiras, chefes, farmacêuticas, graduadas, pós-graduadas, mestres. A vida da população negra é uma travessia. Travessia esta que é atravessada pelas histórias de lutas e resistências trazidas em cada palavra escrita.

A poesia vem “plantada no coração, brota na ponta dos dedos, nasce na alma e reflete dentro de nós as suas vozes”. Muitas vozes que gritam e não são ouvidas, mas que nunca serão caladas. Porque a nossa armadura é forte. E quando fica suja, a gente veste do avesso e segue.

Nossos versos (nossos porque toda palavra ali escrita traduz um pouco da vida de cada uma de nós) mostram a nossa fragilidade, mas também a nossa força. Queremos ser cuidadas, amadas e valorizadas. E merecemos!

Os poemas podem ser lidos no olhar de cada uma, como na flor do cotidiano. Histórias que passam num pé de vento. E tem que passar por cima do sentimento.

Não dá tempo de secar as lágrimas.
É preciso seguir a caminhada.
Sem perder a autoestima, mesmo machucada. Elas seguem a jornada.
Mulheres que se vestem de poesia dourada.
Trançam os cabelos para trançar também as emoções e traçar as rotas de fugas e recomeços.
A nossa gente não cansa de recomeçar; assim como elas, fugimos diariamente de 80 tiros em vão.
Daqui a 23 minutos outras irmãs negras morrerão.
Por isso é que se precisam escurecer tantas coisas.
A informação, a universidade, a política, a saúde, a sociedade.
Os poemas são a demonstração de força, resiliência e resistência.

É isso que trazem os editores da Libretos nos textos empoderados dessas seis rainhas e escritoras gaúchas.

Travessias de Amanaã: Um dourado manancial de literatura, poemas e reflexões, a nos unir.

Liliane Pereira, jornalista pós-graduada em produção e revisão textual, repórter e apresentadora na Record TV RS.

Travessias de Amanaã
Ana Dos Santos, Carmen Lima, Fátima Farias, Delma Gonçalves, Lilian Rocha e Taiasmin Ohnmacht
136 p.
R$ 40
Editora Libretos
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s