Editora Bestiário lança tradução de haicais de monge budista

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Ryôkan Taigu (Izumozaki, na atual Fukushima, 1758-1831) foi um poeta, caligrafista e monge zen-budista que viveu grande parte de sua vida como um eremita. É lembrado como o grande poeta do zen-budismo e comparado a Francisco de Assis em seu significado como religioso para os budistas.

A produção poética de Ryôkan se encontra dispersa em diários, cartas, anotações, leques, biombos, trabalhos de caligrafia, desenhos e outras obras que ele produziu ao longo da vida e que foram preservadas pelas pessoas que conviveram com ele. A coleção completa dos haicais chega agora em edição bilíngue e ilustrada pela Editora Bestiário com tradução de Roberto Schmitt-Prym, acrescida de ensaio do Professor de Língua e Literatura Japonesa da UFRGS Andrei Cunha.

Todos os haicais será apresentado para os leitores em evento de lançamento na sexta-feira, 13 de março, a partir das 17h, no Terezas Café (Rua Giordano Bruno, 318 – Porto Alegre/RS).

Os haicais desta antologia se apresentam numa ordem não cronológica, baseada na forma tradicional das coletâneas de poesia do Japão, que agrupa poemas em torno de temas sazonais. Embora não tenha escrito em um único estilo, por possuir um espírito inovador, grande parte dos mais de 1.400 poemas de Ryôkan foram compilados por pesquisadores. O poeta praticou largamente o haicai e distribuía os poemas somente a seus amigos.

Sobre o autor
Ryôkan Taigu (1758–1831) nasceu em Izumozaki, na atual província de Niigata. Seu pai, Tachibana Inan, além de importante haicaísta, era seguidor da escola de Matsuo Bashô. A prática da caligrafia e da literatura fizeram parte de sua trajetória espiritual. Ryôkan dedicou-se ao estudo dos poetas chineses, bem como da composição de haikai no renga e de waka. Em 1826, Ryôkan ficou doente e não pôde continuar vivendo como eremita. Ele se mudou para a casa de um dos seus patronos, Kimura Motouemon, e foi cuidado por Teishin, pela qual se apaixona e, embora raramente estivessem juntos, nos próximos três anos escreveu o que, aparentemente, são alguns dos mais belos poemas de amor da literatura japonesa.

Sobre o tradutor
Roberto Schmitt-Prym nasceu em 1956, em Panambi, RS. Foi Destaque no Prêmio Habitasul Revelação Literária 1979 e no Prêmio Habitasul Correio do Povo Revelação Literária 1981. Estudou com Charles Kiefer e com Luiz Antonio de Assis Brasil. Participou das antologias 101 que contam (2004) Contos de oficina 35 “brevíssimos!” (2005), Sem/cem palavras (2018) e Outras sem/cem palavras (2019). Publicou a tradução da obra Giacomo Joyce (2012), de James Joyce, e é autor de Contos vertiginosos (2012), sombra silêncio (2018), onde o vento aumenta a sombra (2018) e O sacrifício da cavalaria (2018). Como fotógrafo, realizou sua primeira exposição individual no Museu de Arte do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, em 1990. Desde então, realizou mais de vinte exposições individuais em museus e instituições no Brasil e no exterior, exposições coletivas, e recebeu uma dezena de prêmios em diversos países. Entre outras atuações, destacam-se os cargos de diretor da Associação Riograndense de Artes Plásticas Chico Lisboa, diretor da Bienal do Mercosul, conselheiro da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e diretor do Museu Julio de Castilhos.

Todos os haicais
Ryôkan
Roberto Schmitt-Prym, trad.
70 p.
12 x 18 cm
978-85-94187-41-3
R$ 35
Editora Bestiário / Class

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s