Minha rotina: Lilian Rocha

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio

Natural de Porto Alegre, Lilian Rocha é um dos nomes mais participativos da cena literária da capital. Autora dos livros A Vida Pulsa – Poesias e Reflexões (Alternativa, 2013), Negra Soul (Alternativa, 2016) e Menina de Tranças (Taverna, 2018), livro finalista do Prêmio Minuano de Literatura 2019, é também coautora de Leli da Silva – Memórias: Importância da História Oral (Alternativa, 2018) e coorganizadora da Antologia Sopapo Poético – Pretessência (Libretos, 2016). Apoiadora de Literatura RS, Lilian é a terceira convidada da série Minha rotina e compartilha conosco um pouco de seus métodos de trabalho e hábitos criativos. Confira!

Você tem uma rotina para escrita? Você escreve diariamente?
Não tenho uma rotina para escrita, muitas vezes surgem ideias durante o dia e vou anotando em um bloco de notas ou gravo no celular. Geralmente à noite estruturo o que escrevi durante o dia. Não escrevo todos os dias, alterno leitura com escrita, mas procuro manter uma produção constante.

Você elabora algum planejamento para a produção dos seus livros?
Os meus livros autorais têm um intervalo de dois a três anos, tempo necessário para amadurecer novas propostas e realizar a leitura crítica dos escritos antigos. Busco uma temática específica para cada livro e desenvolvo durante um certo período e depois acrescento novas perspectivas próximo ao fechamento dele. No intervalo de cada livro continuo produzindo para antologias, revistas, blogs, como um exercício para a temática do próximo livro.

Fotos: Lilian Rocha

O que você faz para distrair-se do trabalho da escrita?
Faço muita coisa ao mesmo tempo, sou analista clínica, musicista, facilitadora de Biodanza, educadora biocêntrica e a escrita está inserida em todas essas atividades. Escuto muita música, toco violão, canto, leio muito, adoro cinema e todas as outras artes. Quando quero me distrair da escrita mergulho nas outras artes, são fontes para a minha inspiração.

Qual plataforma ou editor de texto você utiliza para escrever? Por quê? E como organiza os arquivos?
Em primeiro lugar escrevo em um bloco de notas, agenda, faço vários rascunhos, só depois passo para o Office/ Word, que acho o mais prático dos editores de texto. Organizo em pastas, como: poesias para o novo livro, poesias antigas, livros, capas, antologias, revistas, narrativas curtas…

O que um escritor precisa para escrever?
Acho que cada um conhece as suas necessidades, eu preciso de um lugar calmo, tranquilo, com música no fundo. Muita leitura sempre, para incentivar a minha imaginação e ao mesmo tempo estar inserida no cotidiano da vida real. Para poder estar conectada com o mercado editorial é necessário a tecnologia, utilizo o notebook, celular e uma boa rede de internet. O fato de ter outra profissão e que me dá uma certa estabilidade financeira me possibilita que a minha produção literária aconteça no seu tempo, sem a necessidade da correria ou angústia da busca da publicação. E com certeza, o desejo de compartilhar as mais variadas experiências ficcionais ou não.

O que você está escrevendo no momento?
Estou escrevendo poesias para o próximo livro autoral, ainda sem título. Quem diria que uma pandemia iria acontecer? Pretendia lançar no final de 2020, mas deixarei para 2021. Participo de algumas antologias que serão lançadas no segundo semestre, em uma delas publicarei as minhas primeiras duas crônicas. Ultimamente, tenho escrito narrativas curtas, estou amando. Faço parte de uma antologia, Kutanga, que será lançada Brasil/África, com escritores africanos e brasileiros, os livros serão doados para bibliotecas africanas. Fui escolhida pela FLUP para ser uma das escritoras que irão homenagear os sessenta anos do livro Quarto de Despejo (Carolina Maria de Jesus), escreverei uma narrativa curta no novo livro que será lançado no início do ano de 2021. E continuo escrevendo poesias para revistas e blogs. Assim como retomei o meu canal no YouTube, onde tenho gravado vídeos declamando ou cantando as minhas poesias.

Menina de Tranças
Lilian Rocha
Poesia
93 p.
18 x 12,5 cm
978-85-9426-504-3
R$ 30
Editora Taverna

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s