Maiara Alvarez: Tudo o que você precisa é de um condomínio de luxo

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Venho falar de uma história que não é uma história, mas um relato, um detalhamento ficcional da vida de todos os dias, que, como novela brasileira, traz os acontecidos dos rincões cercados da — autoproclamada — aristocracia brasileira.

Rosaura, uma moradora do local, dona de uma loja de roupas no centro da cidade, agora com uma filial no condomínio de luxo Liberty, e Felipe, que analisa contratos em um banco. Um casal jovem que inicia (um casal que “chegou lá”, no momento que a vida começa depois de já ter começado) a vida nesse mesmo condomínio.

Uma casa tão boa que quase não se precisa ir à praia — essa necessidade que todos temos, e claro, cumprimos anualmente. Uma ilha de muros, claros. Uma guarda Universal preparada para cuidar de todas as entradas e manter os marginais à margem dos muros em estilo de castelo. Empregadas que ganham folga (desde que não usem a piscina ou a sauna). Um lugar para onde correr nos piores momentos da vida. Uma salvação. Um pedaço de paraíso pago em muitas prestações com juros.

Visite o decorado é um livro de pouco mais de cinquenta páginas que conta, do início ao fim, como se dá a construção do medo a partir do ódio e da vigilância constante, cujo olho é cuidadosamente direcionado pela supremacia branca. Quanto à forma e ao conteúdo, não tão próximo de um big brother da ficção científica. É uma narrativa que segue a vida desde que o casal Rosaura e Felipe ocupam sua casa dos sonhos. Mas a sensação de desconforto crescente de uma normalidade tão atual como em 1984 ressoa no romance distópico.

Afinal, ao final, não há pra onde fugir do medo e o ódio se (re)constrói a diário. O medo como algo interno, alimentado pela insistente vontade de controle externo, que se revela dentro de nós, participantes do sistema que tudo vê, sempre que confrontado com a segurança pessoal da propriedade privada. Um medo que pode ter sua superfície mexida pelo assassinato de George, mas que não será destruído nem com a morte de João Pedro, enquanto se basear na certeza da elite branca de que merece tudo o que conquistou com muito suor — dos outros.

Taiasmin Ohnmacht é psicóloga, psicanalista e escritora e atua nas áreas clínica e com grupos de escrita criativa. Além de publicar Visite o decorado em 2019 pela editora Figura de Linguagem, tem também uma coletânea de contos, em 2012, e Ela Conta, Ele Canta, (Cidadela, 2016), parceria com o poeta Carlos Soares. Pós-graduada em assessoria linguística e revisão textual (FAPA) e mestre em psicanálise: clínica e cultura (UFRGS). Participou da organização do e-book Da Vida Que Resiste – Vivências de Psicólogas(os) Entre a Ditadura e a Democracia (CRP/RS, 2014). Foi relacionada no catálogo Intelectuais Negras Visíveis (Malê, 2017), lançado na FLIP. Publica textos no blog Tintura de Toth.

Visite o decorado
Taiasmin Ohmacht
Novela
65 p.
14 x 21 cm
R$ 49,99
Figura de Linguagem

Maiara Alvarez é bacharel em Jornalismo e especialista em Leitura e Produção Textual. Conta histórias desde que aprendeu a repeti-las de forma oral. Foi criança que inventou palavras. Jovem, notou que poderia criar algo maior. Trabalhou no terceiro setor, participando de eventos literários e escrevendo projetos, um deles premiado nacionalmente. Escreve, edita e fotografa. Atua com revisão desde 2011, com jornais, relatórios, produções acadêmicas e ficção, e hoje ministra uma oficina na área.
Foto: Acervo pessoal

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s