Conflitos ao Sul de um Brasil profundo

Edição: Vitor Diel com informações da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Além do Rio dos Sinos, de Menalton Braff, é um romance que revela um Brasil profundo, obscuro, esquecido, ignorado pelas grandes cidades. O espaço onde se desenrola o enredo é o Vale do Rio dos Sinos, lugar em que se dá o embate morro x várzea, cerne dos conflitos de uma narrativa rica em infortúnios silenciosos, não menos trágicos, todavia, do que aqueles que estampam as primeiras páginas dos jornais. Publicada pela Editora Reformatório, a obra foi vencedora do Prêmio Biblioteca Nacional 2020 na categoria Romance.

A luta inglória dos solitários habitantes do morro infértil, cravado de pedras, e o sonho de habitar a várzea, menos inóspita àqueles que tiram da terra a sobrevivência, permeiam a vida dos protagonistas – Nicanor e Florinda. Ele, órfão ainda jovem, nenhum estudo, ambicioso, fraco, dono do Morro do Caipora, que herdou da família morta, submete-se ao assédio e ao poder dos mais ricos; ela, filha de fazendeiro, órfã de mãe, encarna força e coragem para quebrar tradições morais e sociais, apesar de viver num mundo patriarcal.

Estruturado em dois planos temporais, da Segunda Guerra Mundial à Ditadura Militar do Brasil, passado e presente correm paralelos até convergirem numa única estrada que leva o leitor a desbravar os mesmos caminhos e percalços trilhados por Florinda e Nicanor: as agruras da natureza, a criação dos filhos, o contato diário (quase humano) com os animais. Nesse Vale perdido no mapa e no tempo, o autor constrói um microcosmo no qual o leitor mergulha embalado pela oralidade e poeticidade da linguagem.

Sobre o autor
Professor, contista e romancista, Menalton Braff nasceu em Taquara, no Rio Grande do Sul, em 1938, de onde transferiu-se para a cidade de São Paulo, para concluir o curso de Letras e a Pós-Graduação em Literatura Brasileira. Em seus dois primeiros livros assinou com o pseudônimo Salvador dos Passos, passando a usar o próprio nome a partir de À sombra do cipreste. Mais tarde, estabeleceu-se próximo a Ribeirão Preto, onde dedica seu tempo à literatura. Conquistou vários prêmios literários, como o Jabuti – Livro do ano (2000) e foi finalista da Jornada de Passo Fundo, do Portugal Telecom, do Jabuti (duas vezes) e do Prêmio São Paulo de Literatura, primeira edição. Recebeu Menção Honrosa do Prêmio Casa de las Américas – La Habana.

Além do Rio dos Sinos
Menalton Braff
280 p.
R$ 44
Reformatório
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s