Sobre colapsos e salvações

Novo romance de Natalia Borges Polesso aborda temas como exposição, exploração, construções afetivas e juventude

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

“As pessoas vão embora, e isso é uma realidade.” Assim começa A extinção das abelhas, novo romance de Natalia Borges Polesso que chega pela Companhia das Letras. Nele, conhecemos a história de Regina: depois de ser abandonada pela mãe, ela foi criada apenas pelo pai, que faleceu quando a garota começava a entrar na vida adulta. As vizinhas, Eugênia e Denise, cuidam dela como podem, oferecendo afeto, dinheiro e uma vida em família que lhe faz falta. O círculo se completa com Aline, filha do casal e amiga-irmã de Regina.

Sua perspectiva de mudar de vida é diminuta. Ao ver um anúncio na internet sobre camgirls, Regina decide tentar a sorte. Então cobre a cabeça com uma máscara de gorila e encarna um lado seu que não conhecia. Ao se expor para desconhecidos na câmera e revolver os desejos e vergonhas desses homens, ela se defronta com os próprios sentimentos, fantasmas há muito enterrados em seu inconsciente.

Ao criar um universo que é tão distópico quanto real, com uma galeria de personagens impressionantes que vão da tragicômica velhinha Dona Norma à corajosa Aline, a autora de Controle confirma seu domínio narrativo e constrói uma história sobre o colapso, mas também sobre salvação.

“Natalia Borges Polesso é uma escritora urgente, uma voz definitiva, forte e essencial em nossa literatura, porque nos fala daquilo que esteve por tanto tempo em silêncio, porque, a partir de uma história individual, ela nos fala de uma busca que é a busca de todos nós: quem somos e em que mundo queremos viver” – comenta a escritora Carola Saavedra.

A extinção das abelhas está em pré-venda; o lançamento está previsto para 12 de julho.

Sobre a autora
Natalia Borges Polesso nasceu em Bento Gonçalves, em 1981. É pesquisadora, escritora e tradutora. Publicou Recortes para álbum de fotografia sem gente (2013), Coração à corda (2015), Amora (2015), vencedor do Prêmio Jabuti, Pé atrás (2018) e Controle (2019). Em 2017, a autora foi selecionada para a lista Bogotá39. Atualmente, é pesquisadora do Programa Nacional Pós-Doutorado, na Universidade de Caxias do Sul. Natalia tem seu trabalho traduzido para diversos países.

A extinção das abelhas
Natalia Borges Polesso
312 p.
R$ 69,90
Companhia das Letras
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s