Um olhar sobre o cinema

Enéas de Souza lança terceiro livro sobre o fazer cinematográfico

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

O crítico de cinema, filósofo, psicanalista e economista Enéas de Souza acaba de lançar Os filmes pensam o mundo (EdiPUCRS / 2021), seu terceiro livro sobre o fazer cinematográfico. A publicação reúne artigos que o autor escreveu entre 2003 e 2019 para a Teorema, revista gaúcha de crítica de cinema, com periodicidade semestral, editada por ele, Ivonete Pinto, Marcus Mello, Milton do Prado, Fabiano de Souza e Flávio Guirland. O livro chega ao mercado na versão digital, disponível na Amazon, Cultura, Google Books, Apple Books e Kobo. A versão impressa pode ser adquirida sob demanda na Americanas, Amazon, Shop Time, Bok2 e Mercado Livre.

Dividido em duas partes, o livro destaca na primeira o Cinema Brasileiro em artigos; o Cinema Americano, também com 10 artigos, e Outros Cinemas, como o sueco, o francês, o russo e o italiano. Na segunda parte, intitulada Cinema é energia, ficção e pensar, o autor fala da sua teoria sobre a força do cinema e o poder desafiador da ficção, jogando luzes na aventura de fazer arte com uma duração limitada, que pode ser visitada inúmeras vezes e possibilita experiências inusitadas a cada visita. Segundo Enéas, a importância desta publicação “é a possibilidade de observar um pensamento sobre o cinema e sua crítica, sobre a realidade e o real se fazendo, se transformando, dando novas figuras à história”.

Sobre a obra, Fabiano de Souza escreve na quarta capa: “Como um escafandrista que descobre joias sensíveis, Enéas de Souza mergulha em cada cena, em cada plano, evidenciando lógicas e articulações, compartilhando com o leitor os mecanismos do universo da ficção e da vida à nossa volta. Como se fosse pouco, o autor nos brinda com a formulação de uma teoria cinematográfica, marcada não só por conceitos como energia, mas também pela paixão devotada ao cinema”.

Sobre o autor
Enéas de Souza é autor do livro Trajetórias do Cinema Moderno (1ª edição pelo Instituto Estadual do Livro/Porto Alegre/1965 – 2ª edição pela A Nação/SEC/Porto Alegre/1974 – 3ª edição pela Secretaria da Cultura/Prefeitura de Porto Alegre/2007). É co-autor de Cinema e Psicanálise – O Divã e a Tela (Ed. Artes & Oficios/Porto Alegre/2011). É um dos coordenadores do seminário O Divã e a Tela, realizado pela Associação Psicanalítica de Porto Alegre/APPOA. Foi protagonista de Os filmes estão vivos, de Fabiano de Souza e Milton do Prado, realizado em 2013, que recebeu o Prêmio Especial do Júri da Crítica no Festival de Cinema de Gramado. Já foi professor do Curso de Extensão Cinema e Filosofia – como os filmes pensam, em 2015 na PUCRS. Foi curador e apresentador do Festival Cinéma brésilien contemporain, na Maison du Brésil, Paris (2011). E já publicou inúmeros artigos sobre cinema em jornais e revistas brasileiras.

Para além do cinema, suas outras atividades foram centradas no campo da economia e da política. Economista da Fundação de Economia e Estatística (FEE) até 2011, presidente do BRDE (1987-1988), diretor de Planejamento da FINEP (1988-1990), secretário de Ciência e Tecnologia do RS (1990-1991) e secretário adjunto da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (2012-2013).

Os filmes pensam o mundo
Enéas de Souza
308 p.
R$ 49,90
EdiPUCRS
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s