Mariza López autografa na Bienal de São Paulo

Autora reconta história do município de Viamão através de sua arquitetura do período barroco-colonial

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

No domingo, dia 3 de julho, das 19h às 21h, Mariza López autografa Viamão – arquitetura barroco-colonial na 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo (Pavilhão Branco – Rua C114 – Travessa Literária – Estande 15 – EXPO Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333 – São Paulo / SP). A autora também lançará seu livro na Feira do Livro de Cacequi no dia 6 de novembro, na 68ª Feira do Livro de Porto Alegre no dia 12 de novembro e na Festa Literária Internacional de Paraty – FLIP no dia 25 de novembro.

Editado pela Libretos, o livro, ao de longo de suas 152 páginas, é fartamente ilustrado, permitindo ao leitor um passeio pela arquitetura colonial do município de Viamão. O professor de História Ricardo Arthur Fitz observa que Mariza transita pelas origens da composição étnica da população, conduzindo o leitor a visualizar como se estabeleceu o sistema de sesmarias e a ocupação dos Campos de Viamão:

“A autora inicia com um breve relato da ocupação hispano-portuguesa do território que hoje é o Rio Grande do Sul. Vários eventos históricos que permitem contextualizar a arquitetura da cidade são apresentados. Assim, são referenciados a atuação dos jesuítas espanhóis, os assaltos dos bandeirantes, a fundação da Colônia do Sacramento, os tratados entre Portugal e Espanha e a incorporação dos territórios que compunham a Província Cisplatina. A arquitetura colonial viamonense é apresentada, enfatizando seu caráter militarista. Diversas casas históricas são objeto de exame e, como não poderia deixar de ser, é feita uma breve análise da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, a segunda igreja mais antiga do Estado“, pontua.

Sobre a autora
Mariza López nasceu em Cacequi/RS. Tem licenciatura e bacharelado em Letras – Língua Portuguesa e Inglesa e Literatura Brasileira e Portuguesa (FAPA, 1974); pós-graduação em História da Arte (FAMUPA, 1983), tendo sido professora de Português, Literatura e Inglês e se aposentado na Escola Júlio de Castilhos. A autora já publicou Claustro (Redacta, 1978), Aldeia (Grafosul, 1982) e este é seu terceiro livro. Consta do Dicionário de Mulheres, de Hilda Hubner Flores (Nova Dimensão, 1999); teve três crônicas selecionadas no Blog Nao-til, de Jorge Furtado, e duas crônicas selecionadas no blog luso-brasileiro Bestiário (2004), sendo avaliadora em concursos literários de Viamão.

Viamão – arquitetura barroco-colonial
Mariza López
152 p.
Editora Libretos
R$ 45
Comprar aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s