Um roteiro inesperado

Paulo Palombo Pruss publica relato de viagem afetada por duas surpresas médicas em Portugal

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio

Paulo, sua esposa, os dois filhos e a sogra partem para férias de 15 dias em Lisboa. Com apenas duas horas em território português, a sogra enfrenta um problema gravíssimo no coração, com cerca de 80% de letalidade. Depois de muita correria e dez dias de internação, ela é salva, porém, proibida de voar por um tempo. A esposa médica e as duas crianças, com compromissos no Brasil, retornam; Paulo fica para cuidá-la. Nesse período, o protagonista, além de cuidar da sogra, aproveita para conhecer Lisboa, seus costumes, modos e curiosidades.

Muito perto da consulta que daria autorização para a viagem de retorno ao Brasil, uma surpresa: Paulo enfarta, dirige sozinho para o mesmo hospital que tratou sua sogra, fica na UTI e dez dias após recebe alta, porém não tem permissão para voar. Depois de 60 dias consegue voltar ao Brasil.

Por mais fantasiosa e aleatória que pareça, a história de Enfartei em Portugal é´um relato verídico da atribulada viagem de Paulo Palombo Pruss e sua família. A obra relata a inusitada passagem de Paulo por Portugal e o contato que teve com a cultura, a comida as particularidades da região.

Confira um trecho abaixo:

“Já tinha sentido algum mal estar nos últimos dias, mas via de regra tomava um Isordil, que tinha no quarto devido à doença de minha sogra. Sempre dava uma melhorada. Sabia que alguma coisa estava errada, não comentava com ninguém, mas tinha certeza que, ao chegar ao Brasil, tinha que tomar providências. Na verdade, estava sendo negligente.

O mal estar já estava ficando terrível. Tinha alguma esperança que passasse, mas nada. Ia ao banheiro, ou casa de banho, como é em Portugal, molhava o rosto, a nuca, tirava a camisa, deitava na cama me levantava, estava inquieto e ansioso, porém não sentia medo. Estava no oitavo andar do hotel. Resolvi descer para a rua, com a esperança de tomar um ar, mas a coisa só piorou. Cheguei à conclusão que tinha chegado a hora de procurar a emergência do hospital. Subi ao quarto, minha sogra estava acordada. Disse a ela que ia dar uma volta de carro e, se não melhorasse, iria ao hospital. Na verdade, não queria que ela fosse junto.” (p. 92)

Enfartei em Portugal está disponível diretamente com o autor através do e-mail paulopruss@hotmail.com por R$ 45.

Enfartei em Portugal – Uma história Verídica
Paulo Palombo Pruss
157 p.
Editora Escuna
R$ 45

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s