Uma campanha pela resistência

Texto e edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre foto de Coletivo Par/Divulgação/Facebook

Em levantamento realizado pela empresa de soluções e gestão comercial Yandeh e o portal PublishNews, a segunda onda da pandemia de Covid-19 resultou numa queda de 73% na venda de exemplares no varejo de livros entre 29 de março e 4 de abril. Foram monitoradas 284 lojas de livrarias físicas em todo o Brasil no período. Em Porto Alegre, uma das livrarias mais admiradas da cidade também tem enfrentado estas dificuldades — e por isso, buscou uma alternativa para mobilizar a comunidade de leitores e clientes.

Localizada no Centro Histórico da capital gaúcha, no andar térreo da Casa de Cultura Mario Quintana (R. dos Andradas, 736), a Taverna lançou recentemente uma campanha de financiamento coletivo com a intenção de buscar apoio para a manutenção de sua saúde financeira. “Nós acreditamos que ainda não é a hora de abrir a livraria. (…) Prezando pela segurança de nossa equipe e de nossas/os clientes, a Taverna seguirá fechada ao público até que as coisas melhorem ou até que a vacinação seja uma realidade para uma parcela maior da sociedade. Enquanto isso não acontece, estamos atendendo pedidos de tele-entrega e take-away (retirada na porta)”, explicam os livreiros André Günther e Ederson Lopes na página do crowdfunding. Os proprietários da Taverna não escondem que a falta de planejamento no combate à pandemia tem criado uma camada extra de sofrimento para seu negócio: “A venda espontânea de livros na loja física corresponde a mais de 70% do nosso faturamento. Com rendimentos menores, as nossas contas não estão fechando”, diz a apresentação da campanha.

Divulgação/Facebook

O crowdfunding da Taverna estabelece seis faixas de contribuição mensal que iniciam em R$ 20 e se estendem até R$ 500 ou mais. Para cada categoria, os empresários preveem benefícios como o envio de um ou dois livros-surpresa por mês, um vale-livro no valor de R$ 250 para ser utilizado mensalmente, entre outros. A campanha está sediada na plataforma Apoia.se. A empresa tem a meta de alcançar R$ 15 mil por mês e até o momento alcançou 24,8% do total.

Ao mobilizar a comunidade literária e editorial de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul, a Taverna busca apoio para cobrir as despesas básicas do empreendimento, como aluguel, luz, internet, telefonia, folha de pagamento e serviços contábeis. “Uma livraria não é apenas um comércio de livros, é um espaço de encontros, de descobertas, de trocas de saberes, de valorização de artistas e escritores, é um espaço de ensino. Uma livraria causa um impacto social enorme no seu entorno”, explicam os livreiros na página. Os canais de venda atuais da livraria são: livrariataverna.com.br (link externo), WhatsApp (51) 992 512 385 e telefone (51) 3321 4771.

Acesse a campanha aqui (link externo).

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s