Jacira Fagundes: O experimentalismo na literatura de ficção

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio

Nunca estivemos tão distantes uns dos outros, e ao mesmo tempo tão próximos, devido à questão da pandemia que assalta a todos os indivíduos no planeta. A internet vem como o campo de concentração das ações de toda ordem. E a literatura molda-se ao espaço possível, decididamente o espaço que vem para ficar.

O meio digital possibilitou acordar para procedimentos alternativos na criação literária. Estamos em fase de acolhimento do que o mundo nos permite. Trazer várias vozes para um mesmo tema, vozes estas acopladas, a se complementarem ao longo de um texto único, foi a alternativa adotada.

A morte passou a ser tema diário na imprensa em geral, quase que absoluto no jornalismo. Passou-se à contagem progressiva no número de mortos, de hospitalizados, e recentemente, de vacinados. As contagens chegaram a assuntos quase que exclusivos nos bate-papos e nos almoços em família. Nas redes sociais e nos raros encontros entre amigos.

A oficina de narrativa longa que desenvolvemos no primeiro semestre de 2021 não se opôs à temática mundial. Foram doze encontros virtuais, a partir de uma chamada referente à cena de um corpo caído. A partir daí, as cinco integrantes da oficina, passaram a desenvolver episódios em sequência, a cada aula.

O resultado particular, ao final de, no máximo 10 episódios, compõe uma narrativa completa em si mesma. Mas a proposta não termina aí.

Foi preciso garantir a possibilidade de interação entre as cinco narrativas, através de encaixes – intervenções de trechos de uma em outra, em momentos de interação. Ao descrever, cada autora, a sua história em torno de um mesmo corpo caído, tendo ao lado um taco de beisebol, abriu-se a permissão às demais autoras, de interferir nos momentos passíveis de encontros temporais ou espaciais. Permitindo, assim, a oportunidade de leitura não linear.

À semelhança de games, por exemplo, em que o jogador é direcionado para outro espaço que o fará abandonar o que estava lendo e, após leitura, o fará voltar ou não ao primeiro texto que o levou a dar o salto literário.

Finalizada a revisão, já com a inserção de trechos inter-narrativos, a fase seguinte é de diagramação e interação com imagens, fotos e gráficos, que se fazem necessários para o todo com garantia de aprimorar o entendimento.

O trabalho final ganhará espaço no meio digital com exclusividade, por considerar-se o lugar do inusitado e experimentalismo.

O que não impossibilita a cada autora, após a publicação no espaço sugerido, a publicação isolada da narrativa de autoria própria, isenta de interações.

Jacira Fagundes é escritora, palestrante e ministra oficina literária desde 2005. Integrou a diretoria da AGES em três gestões. No momento faz parte do Conselho Fiscal da entidade. Por dois anos consecutivos, fez a Coordenadoria Regional/ Sul da AEILJ (Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil). Coordena o Grupo de Leitura e Criação Literária no Espaço Metamorfose Cursos, desde 2016. Organizadora de duas Coletâneas de Contos do Grupo Pra ver a banda passar…contando histórias de amor (2018) e da Coletânea Quando o verbo vira trama (2020), ambas publicadas pela Editora Metamorfose. Em 2021, ministrou oficina literária virtual de narrativa longa, que deve culminar com trabalho experimental na Internet em 2021. Tem 17 livros publicados. Dois no espelho – novela (2007, em primeira edição e 2014 em segunda) e No limite dos sentidos – contos (2009), pela Editora Movimento. Suas obras mais recentes são o infantil A Cadeira Contadeira pela Franco Editora, de Juiz de Fora/MG e Pequenos Notáveis – minicontos publicados pela Editora Metamorfose, de Porto Alegre. Ambas publicadas em 2018. E a segunda edição de Mania de Gavetas – infanto juvenil em 2020, pela Editora Alarte de POA. Em 2021, a obra infanto-juvenil Pinta uma história pra mim encontra-se em fase de publicação pela Editora Palavreado, do município de Guaíba. Promessa de lançamento ainda no primeiro semestre de 2021. É colunista no portal http://www.artistasgauchos.com.br.

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s