Versos de um olhar atento

Gustavo Rückert lança nova coleção de poemas em edição da Bestiário

Edição: Vitor Diel sobre texto da assessoria
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Gustavo Rückert autografa Serão as rosas vermelhas no escuro? no dia 14 de abril, quinta-feira, a partir das 19h, na Raízes Livraria (Rua Quintino Bocaiúva, 27 – Loja 9, Bairro Floresta, Porto Alegre/RS). A obra é a segunda incursão do autor pela poesia.

Marcelo Martins escreve na apresentação: “Será Gustavo o caduco de um mundo poeta? Nos propõe isso a partir da experiência de olhar e nomear o mundo, existir nele, mesmo que seja tatear na escuridão. (…) Por fim, sugiro ler o livro com uma vitrola ou qualquer dispositivo midiático musical, pois as menções de música do livro não são meras sugestões, são parte essencial da leitura e da costura dos versos”.

Segundo o autor, o mote de Serão as rosas vermelhas no escuro? é o questionamento que o filósofo Wittgenstein faz sobre os limites da linguagem em nomear as coisas no mundo. Além disso, a publicação apresenta poemas em desenvolvimento desde 2014 cuja escrita foi impactada por episódios tanto políticos quanto pessoais: “De lá pra cá, muita coisa aconteceu. Teve golpe, teve a consolidação dos grupos milicianos e evangélicos no poder, teve a radicalização de crimes ambientais, raciais, de gênero, teve pandemia. Tudo isso foi, inevitavelmente, assumindo uma proporção importante nos poemas e o questionamento inicial foi sendo deslocado. E foi no meio disso tudo, ainda, que fui diagnosticado autista, o que é uma coisa muito impactante. De repente, todas as tuas esquisitices, chatices e inaptidão para rituais sociais passam a ter um sentido e uma origem. Passam a ter, também, um sentido político. O que é um comportamento normal ou aceitável socialmente?”, reflete.

Confira um poema abaixo:

serão no escuro
as rosas do mal
se escritas por baudelaire
as palavras nas páginas
dos poemas de mallarmé
estão ausentes de todos os buquês
será o escuro cinza
nos versos vermelhos de drummond
em que uma rosa de hiroshima
desenhada
pelo povo maior que o mundo
nasceu
em vão tento explicar
aos ferozes filósofos do mal
que sua cor não se percebe
suas pétalas não se abrem em papel
seu nome não está nos livros
vinícius duvida
é feia mas será realmente uma flor quando
escrevo flor?
quando escrevo flor leio revolta canto furor
sexo humanidade pavor
leio poesia pássaros peste
tristeza sonhos guerra
amo-te palavra
que não és flor
mas floresce

Sobre o autor
Gustavo Rückert nasceu em Porto Alegre e atualmente vive em Pelotas. É autista, mas não só. Também é pesquisador e professor na UFPEL. É doutor em literatura pela UFRGS. É autor de livros didáticos, livros acadêmicos e de artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais. Estreou na poesia em 2015, com poemas de plástico. Serão as rosas vermelhas no escuro? é sua segunda obra poética.

Serão as rosas vermelhas no escuro?
Gustavo Rückert
68 p.
R$ 36
Editora Bestiário
Compre aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s