Vidas de desamparo e rebeldia

Novo livro de Maximiliano da Rosa apresenta o Ulisses, jovem da periferia arrastado a um ciclo de violência urbana

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Conhecido por suas narrativas que atravessam diferentes aspectos da desigual vida urbana brasileira, Maximiliano da Rosa retorna à literatura com Matilha Urbana de Desvalidos, novela disponível exclusivamente em e-book pela Amazon. Na obra, o autor disseca a vida do menino Ulisses, filho da favela que é arrastado ao papel de um anti-herói cuja vida é marcada por uma sucessão de intempéries, desencontros, desatinos e desesperanças explícitas.

Narrada em segunda pessoa, a prosa-poética disseca o personagem, revelando como um menino da periferia acaba sendo levado pouco a pouco para uma sucessão de crimes e violências. As desigualdades sociais, a corrupção e a truculência policial são alguns dos elementos que surgem na narrativa e impulsionam o personagem em sua tragédia.

Confira um trecho abaixo:

Pois então: chega que uma bela hora é madrugada, e tu está encolhido num banco de praça. Tu e os teus demônios. Tu e tua alma deslavada.

Só que desta vez há algo de diferente: meio dormindo, meio acordado-flutuando entre o mundo dos sonhos e o caos da lucidez-, tu sente um sopro atrás do ouvido e quase pensa que ouve vozes do além querendo te alertar para um perigo mais que iminente. Pensa que ouve as vozes, mas eis que não presta a mínima atenção, não tem vocação para místico, nunca teve, não assiste à missa, não comunga, não lê o horóscopo no jornal matutino, não frequenta centros espíritas. Por tudo e por causa disso é plena mente incapaz de prever o teu futuro, e saber o que te espera.

Tu, cujo nome é Ulisses.

Encolhido num banco de praça.

Matilha Urbana de Desvalidos está disponível por R$ 9,90 aqui (link externo).

Sobre o autor
Maximiliano da Rosa nasceu em Novo Hamburgo em 1973, mas cresceu em São Leopoldo. É escritor, blogueiro e desenvolvedor de aplicativos. Atualmente reside em Mariluz, Imbé, no litoral norte do Rio Grande do Sul, com a mulher e as filhas. Apaixonado por livros desde criança, é fã de Moacyr Scliar, Mario Quintana e John Fante, entre outros. Tem participado de diversos concursos literários e obtido merecido destaque, como no 7º Concurso Nacional de Literatura da Fundação Cultural de Canoas, no I Concurso Nacional de Contos Darques Lunelli, no 2° Concurso de Contos e Poesias da Editora Guemanisse, no 17° Concurso de Contos Paulo Leminski, e na edição 2013 do concurso Palavra em Prisma. Em 2019, ficou em 4° lugar no Projeto Trechos de Poesias. Já em 2020 foi um dos finalistas do concurso “Contos da Quarentena” do site Brasil 247 com o conto 37 graus e meio.

Matilha Urbana de Desvalidos
Maximiliano da Rosa
297 p.
R$ 80
Comprar aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s