Fred Linardi conta história de vida de artista circense pioneira

Em obra vencedora do Prêmio Cidade de Manaus, escritor mergulha nos risos e abismos da atriz Gabriella Argento, primeira palhaça brasileira no Cirque du Soleil

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Em sua trajetória como atriz, a santista Gabriella Argento encontrou a essência de sua palhaça Du’Porto e descobriu a realidade que é viver de arte no Brasil. Passou por palcos, corredores de hospitais, cruzeiros turísticos e salas de aula. No meio disso tudo, foi a primeira palhaça brasileira a atuar no Cirque du Soleil. Gabriella e suas estreias, altos e baixos da bipolaridade, assim como a solitude circense, ajudam a entender o lado mais humano de alguém que vive em busca da risada alheia.

A história de vida da atriz, assim como a reflexão da arte circense e da palhaçaria são o mote para a narrativa de Onze estreias, obra do escritor e jornalista Fred Linardi, em campanha de financiamento no site Catarse até 5 de agosto (link externo).

Publicado pela editora O Grifo, o livro vem a público já laureado com o prêmio literário Cidade de Manaus, que venceu em 2019 na categoria livro-reportagem. Mesclando o método da investigação íntima com a prosa literária, a narrativa mostra que o riso e o abismo são mais próximos do que se imagina. “Onze estreias é uma narrativa dupla, onde o caminho do palhaço aprendiz cruza com o da palhaça mestra, trazendo não só essas vidas, mas apresentando também uma peça importante da cultura do Brasil contemporâneo”, definiu o escritor Altair Martins. “A clareza e a fluência do texto me fizeram ler essa história como se fosse uma completa ficção.”

Sobre o autor
Fred Linardi é escritor e professor, natural de Americana (SP) e radicado em Porto Alegre. Graduado em jornalismo pelo Mackenzie, mestre e doutorando em Escrita Criativa pela PUCRS, ministra oficinas de escrita de não ficção e contos. Já escreveu mais de uma dezena de livros de histórias de vida, que estão nas prateleiras particulares de seus protagonistas. Foi contemplado com os prêmios Josué Guimarães, Paulo Leminski e Cidade de Manaus. É também palhaço, tendo nesta trajetória a inspiração para Onze estreias.

Sobre a briografada
Gabriella Argento é atriz e palhaça, nascida em Santos e radicada em São Paulo. Durante sua formação em Teatro, descobriu a linguagem do palhaço seguiu por esse caminho em suas atuações e pesquisas nas artes cênicas pelos anos seguintes. Passou por importantes grupos de teatro, como o Jogando no Quintal e organizações como os Doutores da Alegria. Ministrou oficinas de palhaço e atuou em peças, até se tornar a primeira palhaça brasileira a ser contratada pelo Cirque du Soleil. Hoje, segue sua carreira como atriz, palhaça, palestrante e professora. Seu maior foco é entender a profundidade e a filosofia por trás do nariz de palhaço, a menor máscara do mundo.

Onze estreias
Fred Linardi
Editora O Grifo
Comprar aqui (link externo)

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s