Oliveira Silveira: breve fortuna crítico-afetiva

Sob organização de Ronald Augusto, quinze autores registram suas impressões e reflexões sobre a obra e a vida do intelectual gaúcho; livro tem distribuição gratuita

Edição: Vitor Diel
Arte: Giovani Urio sobre reprodução

Poeta, referência cultural e política, militante do Movimento Negro, um dos fundadores do Grupo Palmares e um dos líderes da campanha pelo reconhecimento do Dia da Consciência Negra, Oliveira Silveira é um dos nomes mais expressivos e influentes que a intelectualidade do Rio Grande do Sul já viu nascer. A vida, a obra, a militância e a potência do pensador são registradas e celebradas agora no livro Oliveira Silveira: breve fortuna crítico-afetiva, publicação que reúne 15 autores dedicados a diferentes aspectos do autor.

Primeiro esforço da Coleção Literatura Negra a alcançar a materialidade, a publicação é uma iniciativa do Instituto Estadual do Livro (IEL), do Ministério Público Estadual e do organizador Ronald Augusto. Participam da obra os seguintes autores: Naiara Rodrigues Silveira Lacerda, Oswaldo de Camargo, Jorge Fróes, Vera Lopes, Iosvaldyr Carvalho Bittencourt Junior, Sátira Machado, Richard Serraria, Ricardo Silvestrin, Lilian Rocha, Álvaro Rosa Costa, Duan Kissonde, Fernanda Bastos, Luiz Maurício Azevedo, Elisangela Aparecida Lopes Fialho e Leo Gonçalves.

Para o organizador, a obra tem uma dupla dimensão de abordagem, ao mesmo tempo crítica e afetiva, “porque a poesia e a produção do Oliveira Silveira se relacionam à experiência de intelectuais, poetas, escritores, artistas, que tiveram com ele ou uma relação fraterna, afetiva, ou teórica, analítica. É possível fazer essa conciliação, falar dele por um aspecto afetivo e também do legado por um ponto de vista teórico, literário”, explica Ronald. “Quanto mais fortuna crítica, análise, leitura, se realiza, mais interessante e mais rica fica a figura do escritor e artista Oliveira Silveira”, complementa, lembrando que a publicação opera também como um instrumento de divulgação da obra de Silveira fora do âmbito acadêmico.

Oliveira Silveira: breve fortuna crítico-afetiva tem distribuição gratuita de um exemplar por pessoa, que pode ser retirado na sede do IEL (Rua André Puente, 318 – Porto Alegre/RS), de segunda a sexta-feira, das 9h ao meio-dia e das 14h às 17h30.

Sobre o autor
Nascido em Rosário do Sul em 1941 e graduado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Oliveira Silveira foi um dos responsáveis pela transformação do 20 de novembro no Dia Nacional da Consciência Negra. Autor também de Geminou (1962), Poemas Regionais (1968), Banzo Saudade Negra (1970), Décima do Negro Peão (1974), Praça da Palavra (1970) e Pelo Escuro (1977), morreu de câncer, aos 68 anos, em 2009, em Porto Alegre.

Oliveira Silveira: breve fortuna crítico-afetiva
Vários autores (Org. Ronald Augusto)
108 p.
Instituto Estadual do Livro
Distribuição gratuita

Apoie Literatura RS

Ao apoiar mensalmente Literatura RS, você tem acesso a recompensas exclusivas e contribui com a cadeia produtiva do livro no Rio Grande do Sul.

Literatura RS

Uma resposta para “Oliveira Silveira: breve fortuna crítico-afetiva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s